Além do currículo

Projeto “Cruzando Histórias”, criado por duas amigas de Cotia, conta histórias reais de desempregados e mostra o que está além do currículo.

1110

O alto número de desempregados sensibilizou as amigas Beatriz Diniz e Mariana Fischer a criar o projeto “Cruzando Histórias”. Engajadas em causas sociais, elas acreditam na sensibilização da sociedade, através da contação de histórias reais. Com esta proposta, o projeto surgiu no mês de fevereiro para ouvir histórias de pessoas desempregadas, a fim de tentar reverter esse quadro alarmante do país.

O foco do “Cruzando Histórias” é abordar os dramas de quem está vivendo o desemprego, e engajar outras pessoas no auxílio por uma recolocação, além de reprogramar o olhar de agências, RH’s e possíveis empregadores para enxergarem os currículos com empatia.

O grande propósito é despertar a consciência das pessoas sobre um problema que está desestabilizando milhares de famílias no nosso país; é provocar reflexões sobre o que você está fazendo para ajudar a mudar essa crise social que estamos vivendo. O Cruzando Histórias quer mostrar que há caminhos que todos podem e devem trilhar, sendo, de fato, os agentes de mudança que a nossa sociedade precisa. O que podemos fazer pelo outro? Essa pergunta pode gerar uma onda de boas energias.

Beatriz e Mariana acreditam que o projeto é uma janela de esperança para os dias atuais; é um espaço de acolhimento e escuta afetiva para quem não está passando por um bom momento, e também uma ponte para quem se sente capaz de ajudar nosso país de alguma forma. O Cruzando Histórias é um trabalho feito com amor, e que aos poucos está mostrando resultado, seja num “obrigado” após uma conversa sincera, ou na comemoração de mais uma admissão.

As pessoas podem ajudar acompanhando e divulgando o conteúdo, apresentando o projeto para amigos, contando as histórias e compartilhando oportunidades de trabalho. Já os empregadores/empresas podem ajudar diretamente oferecendo vagas, acompanhando as histórias, contratando os indicados, porém a maior colaboração ainda é refletir sobre o tratamento e abordagem com os funcionários e possíveis funcionários.

O Cruzando Histórias atua em São Paulo e acaba de expandir para o Rio de Janeiro. Tem mais de 600 currículos cadastrados, já ajudou a empregar aproximadamente 20 pessoas e é muito procurado por pequenas empresas. O projeto tem planos de desenvolver conteúdo de orientação e capacitação para o seu público, tanto em modo virtual como presencial, fazendo com que invistam o tempo de desemprego na busca por conhecimento e networking.

 

Site: www.cruzandohistorias.com.br

Facebook: www.facebook.com/cruzandohistorias

Instagram: www.instagram.com/cruzandohistorias

Twitter: www.twitter.com/CHistorias