Terapia de casal, em que momento?

A terapeuta Dra. Roseli di Mauro escreve o tema.

0
3254

Costuma-se pensar que somente casais em conflito podem vir a se beneficiar de uma terapia, mas, também aqueles que estejam desconfortáveis com alguma decisão importante, seja casar-se, mudar de cidade ou profissão, ter ou não filhos, enfim, resoluções que afetarão de maneira significativa a vida dos indivíduos envolvidos. Entretanto, o mais comum entre os casais que buscam ajuda, são os que estão vivendo um conflito na relação conjugal, e veem a terapia de casal como sendo o último recurso para se evitar uma separação.

Numa terapia, o psicólogo estará auxiliando os parceiros a compreenderem a forma que se relacionam. Identificando principalmente, comportamentos que se repetem e trazem desconforto para a relação, aspectos que os mantem juntos, expectativas que se tem do parceiro e da união, motivações que levaram os indivíduos a se elegerem parceiros, e como valores e costumes trazidos das respectivas famílias de origem os influenciam.

Vale sempre lembrar que uma terapia de casal não tem como objetivo unir ou separar o casal, e sim, favorecer um espaço de conversa para o que não esta podendo ser dito ou ouvido, revelando o real desejo dos indivíduos, possibilitando que juntos encontrem o melhor caminho que pode resultar no fortalecimento da união, pois ao  compartilharem pensamentos e sentimentos pode-se redescobrir o parceiro, ou até mesmo a possibilidade de organizar uma separação, se for constatado que esse é o desejo do casal.

A terapia terá sempre o compromisso de garantir diálogos respeitosos e amistosos, favorecendo a saúde mental dos parceiros.


Dra. Roseli Di Mauro
Com 30 anos de experiência clínica. Terapeuta de família, casal, adultos e crianças. Possui pós graduação e especialização em Terapia Familiar e de Casal pela PUC-SP.
Rua Gal. Fernando Vasconcellos C. de Albuquerque, 80 – Sala 412 B
Tel.: 99611-9880
rd.mauro@bol.com.br