Nascente preservada torna-se modelo em Barueri

Com a ajuda dos moradores, a fonte vem sendo preservada, o que ajuda não apenas no abastecimento dos rios que atendem toda aquela região

0
1294

Foi ali, à beira do que parece um simples lago, que várias crianças – e também adultos – aprenderam sobre a importância de uma nascente e a necessidade de preservá-la. A lição foi levada pela equipe da Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente (Sema) de Barueri, durante uma ação de conscientização que identificou uma nascente modelo na região.

Localizada no residencial Morada dos Lagos, na Aldeia da Serra, a nascente modelo tem sido acompanhada pela Sema há alguns anos. Com a ajuda dos moradores, a fonte vem sendo preservada, o que ajuda não apenas no abastecimento dos rios que atendem toda aquela região, mas também na criação de um espaço verde muito saudável e bonito em seu entorno.

“A nascente modelo foi indicada pela Secretaria como um caso a ser seguido. Nós temos muitas nascentes no município e muitas vezes elas estão escondidas, porque quando vai construir, você acaba enterrando, canalizando essa nascente, e elas são importantes para o abastecimento de água”, explica a bióloga Yara Garbelotto, diretora do Departamento de Planejamento Ambiental da Sema .

Yara ressalta que na Aldeia da Serra há um sistema isolado de abastecimento de água, no qual todas as nascentes e córregos caem nos lagos Fênix e Orion, construídos artificialmente na época da implantação dos condomínios para abastecerem toda aquela área. “Nós nomeamos essa uma nascente modelo aqui em Barueri e a ideia é divulgar isso inicialmente aos moradores aqui da região para mostrar como é importante fazer isso”, destaca a bióloga.

Solo fértil 
Faz parte da preservação da nascente todo um trabalho em seu entorno, como o plantio de centenas de mudas de árvores realizado pela prefeitura de Barueri nos últimos anos e a revitalização da praça, já que isso torna o solo mais permeável e colabora ainda mais com a saúde da fonte.

Para o morador José Luiz Lanzo, engenheiro eletricista aposentado, esse esforço nada mais é do que defender e cuidar da vida. “Preservar, no meu entendimento, é vida. Nós somos parte desse sistema, se a gente não cuidar de nós mesmos, já que isso aqui é uma extensão de nós, a vida está acabada. É muito importante que todas as pessoas no mundo entendam e cuidem do que é seu, porque não temos muito tempo, estamos perdendo muito da natureza e eu acho que isso e péssimo”, expressa.