Após onda de violência, PM intensifica operações

Operação Granja Viana Segura abordou mais de 2,2 mil pessoas e vistoriou 757 veículos entre 24 de agosto e 6 de setembro. Três pessoas foram presas

0
1012
Foto: Fau Barbosa

Desde o dia 24 de agosto, praticamente todos os dias vêm ocorrendo uma operação policial nas principais ruas de Cotia e sobretudo da Granja Viana, onde no ultimo mês verificou-se um aumento da criminalidade que assustou os moradores.

Agora os moradores tem se assustado é com a quantidade de polícias nas ruas. Nos grupos das redes sociais prevalecem as perguntas, “o que está acontecendo que vi tanta policia em tal lugar?”. Na maioria das vezes a concentração de policia não é porque um crime ocorreu mas para evita-lo.

O Comandante do 33º Batalhão de Policia Militar de Cotia, Rogério Fernandes, em entrevista exclusiva à CIRCUITO confirmou que o policiamento foi reforçado na região da Granja Viana. Mas nega que tenha havido uma explosão de casos. “Eu trabalho com números e as estatísticas não mostram isso”, argumenta.

Comandante Rogério Fernandes

Para o comandante,  Cotia não é uma cidade violenta, mas o clamor social, e justo, intensificou sobretudo após 19 de agosto quando o bancário Rogério Gama foi morto e um assalto na Granja Viana.

Para provar que não houve explosão de crimes e sequestros relâmpagos o comandante apresenta números. Disse que a cidade de Cotia fechou o mês de agosto com 80 registros de furtos, número que ele considera baixo quando comparado com outras cidades. Os sequestros relâmpagos, ou “roubos com retenção de vítima”, na linguagem policial, foram cinco casos na Granja Viana de acordo com o comandante.  As vitimas foram sempre mulheres ou mulheres com crianças que são “presas” mais fáceis para os bandidos.

Foto: Fau Barbosa

As operações especiais iniciaram após reunião com todas as forças policiais, conforme publicado aqui na CIRCUITO,  “identificamos o problema e definimos as estratégias”. A maioria dos casos concentrava-se nas regiões dos grandes centros comerciais, entre os km 22 e 24, onde o policiamento foi intensificado com a operação denominada “Granja Viana Segura” que deve prosseguir até fim de setembro.  O comandante diz que por questões de segurança não pode revelar números, mas para operação, além da equipe de Cotia, foram destacadas equipes da Força Tática, ROCAM –  Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas, e BAEP – Batalhão de Ações Especiais.  “As quintas, sextas e sábados quando o movimento nos centros comerciais é maior, o efetivo aumenta”.

Rondas e bloqueios em vias tem sido uma constante na região, prisões e veículos apreendidos  por irregularidades como documentação vencida, fazem parte do pacote e representa o maior número de ocorrências. Até o último dia 6, data desta entrevista, segundo o comandante, foram vistoriados 757 veículos e 2.292 pessoas abordadas. Das 327 motos averiguadas, 57 foram autuadas segundo relatório apresentado pelo Comandante além de 310 veículos (carros e motos) removidos para pátios.  No entanto, a operação apreendeu apenas uma arma de fogo efetuou dois flagrantes de tráfico de drogas e um de “ato infracional”.