SELO CIDADÃO

 

Selo Cidadão

Desde 2007, transformando vidas!

 

 

 

A Revista Circuito, desde que foi criada, viu a necessidade de ter um olhar mais profundo e diferenciado para a sua comunidade. E em setembro de 2007, lançou sua Edição Verde e a Campanha Selo Cidadão, que levantou uma bandeira pela natureza e sustentabilidade regionais. O objetivo era fomentar, entre as empresas da região, uma consciência em torno de suas ações socioambientais.

Desde que foi criado, o Selo Cidadão vem cumprindo um importante papel ao transformar a realidade de todos os envolvidos no projeto e daqueles que são beneficiados com o mesmo.

 


2007

Em setembro de 2007, a Revista Circuito lançou sua Edição Verde e a Campanha Selo Cidadão, que levantou uma bandeira pela natureza e sustentabilidade. No jantar de entrega do Selo, os convidados puderam assistir a uma palestra da Flávia Lippi, diretora-presidente do Instituto de Desenvolvimento Humano Lippi, e discutir temas ligados ao meio ambiente e à cidadania.

Em dezembro, a Revista Circuito realizou o plantio de 27 mudas de espécies nativas na Área de Proteção Permanente de Porto Feliz. Isso porque durante a edição de setembro, que recebe o selo Carbon Free, foi contabilizada a emissão de 4,20 CO2, provenientes da produção, transporte e distribuição da revista.


2008

Cem empresas receberam o Selo Cidadão na segunda edição da campanha. Na ocasião, foi contado que um ponto fraco da região era a contratação de portadores de deficiência física e mental, o reaproveitamento da água da chuva e a parceria com escolas públicas com o intuito de melhorar a qualidade do ensino.

Sabe o que foi muito legal nesse ano? Foi inaugurada, na Revista Circuito, a editoria fixa Selo Cidadão, com o objetivo de apontar, por meio de matérias, pequenas ações da região que geraram grandes resultados.

Na época, alguns desafios para 2009 foram traçados:

− Investir em recursos para facilitar o deslocamento de cadeirantes, garantindo a acessibilidade

− Evitar o uso abusivo de recursos descartáveis

− Participar dos problemas da comunidade


2009

No jantar de entrega do Selo Cidadão de 2009, o arquiteto Marcelo Todescan explicou aos convidados sobre o Transition Towns, uma ideia para o desenvolvimento de comunidades sustentáveis. Na foto, Marcelo e Gabriela Napolitano com o consultor em sustentabilidade socioambiental Rogério Ruschel.


2010

Nesse ano, a Revista Circuito convidou cinco grafiteiros para trabalhar os elementos que compuseram o layout do Selo Cidadão. Explorar o fogo, o ar, a terra e a água foi a forma encontrada para que esses artistas pudessem conceituar o tema, que estava em evidência na época. O grafite começava a despontar no Brasil como forma de inclusão social.

Nesse ano, o Selo Cidadão teve um aumento de 40% nas adesões .


2011

A capa de setembro de 2011 da Revista Circuito foi desenhada por Marcos Kenji, na época com 36 anos, portador de síndrome de Down e frequentador do Instituto Rodrigo Mendes desde 2011. A inspiração dele foi a visita que fez à exposição do artista holandês Escher, no Centro Cultural Banco do Brasil.

Aos 18 anos, apaixonado por futebol, Rodrigo Mendes sofreu um assalto e foi baleado na coluna cervical na altura do pescoço. Como consequência, veio a tetraplegia.

Nesta edição, Rodrigo Mendes, um transformador social que se comprometeu em incentivar a construção de uma sociedade mais inclusiva por meio da arte, concede uma entrevista a Revista Circuito pautada nos trabalhos do seu instituto, na Granja Viana.


2012

Lawrence Wahba não só estampou a capa da Revista Circuito para falar de meio ambiente, como foi o palestrante do Jantar do Selo Cidadão. Na ocasião, por meio de um bate-papo e da apresentação de vídeos, propôs a reflexão sobre o nosso papel em relação ao meio em que vivemos.

 


 

2013

Durante a premiação do Selo Cidadão, a Revista Circuito presenteou os convidados com a Cartilha de Prevenção de Acidentes com Crianças, por meio de uma parceria entre a Promobook − Projetos Especiais e a Erva Doce Editora.

 

 


2014

A edição Selo Cidadão 2014 trouxe novos desafios aos empresários, era o momento de avançar. Sob a coordenação de uma especialista em Responsabilidade Social Corporativa, Wandreza Ferreira, e com base no trabalho elaborado pelo Instituto Ethos, o questionário, que de praxe é respondido pelos participantes, foi parcialmente reformulado como forma de fomentar outras discussões e proporcionar diferentes reflexões às pessoas. Contamos com uma comissão avaliadora que classificou as empresas participantes em três categorias: Apoiadora, Motivadora e Transformadora.

Neste mesmo ano, a Revista Circuito completou 7 anos de parceria com a Iniciativa Verde, por meio da compensação de emissões de carbono. Com mais este selo Carbon Free nesta edição, superamos 400 árvores plantadas, contribuindo para que a Iniciativa Verde tenha alcançado, em 2014, a marca de 1 milhão de árvores plantadas desde 2006.


2015

Com plano para as ações de 2016, a Revista Circuito convidou instituições de ensino, engajadas no tema responsabilidade social, para compartilhar um objetivo em comum: a educação. Durante as reuniões, em que todos do grupo puderam expor suas ações, ficou claro como essas experiências, unidas, podem ser colocadas em prática em parceria com o ensino público da nossa região.

O passo adiante foi convidar técnicos das secretarias de Educação da região para entender suas demandas e, assim, montar um projeto em conjunto que vai contribuir, efetivamente, para o processo desse setor.


2016

Com enorme alegria, chegamos à 10ª edição do projeto social da Revista Circuito, o Selo Cidadão. Conseguimos firmar os princípios projetados para 2016: o pacto pela educação. Quem acompanhou a coluna do Selo Cidadão, mês a mês, esteve por dentro de todas as propostas que as escolas participantes vêm executando com o objetivo de ampliar a educação afora dos muros.


2017

A Revista Circuito, seguindo seu papel de unir a comunidade de empresários para um bem coletivo, fomentando ações que visam o bem-estar de todos através do Selo Cidadão, promoveu o 1º Mutirão do Selo Cidadão – Força Feminina. Em um novo formato, o Selo Cidadão, em sua 11ª edição, aconteceu no dia 21 de outubro de 2017, no SESI Cotia, e foi dividido em diversas atividades nas áreas da saúde, aprendizado, lazer e profissional. Ao todo, 900 pessoas participaram do evento.


2018

Em 2018, o Selo Cidadão chegou à sua 12ª edição com a campanha #oultimocanudo. Desde que foi lançada, a Revista Circuito engajou autoridades públicas e, desta parceria, uma importante conquista em prol do meio ambiente foi atingida: Cotia tornou-se a primeira cidade do Brasil a proibir canudos de plástico.