Crise prejudica a segurança, diz secretário de Cotia

Queda na arrecadação do município impossibilita a contratação de novos agentes para a Guarda Civil Municipal

981
Foto: Secom/Cotia

Para Henrique Pires de Albuquerque, secretário de Segurança de Cotia, a crise financeira que atinge o país complica o trabalho da pasta.

“No ano de 2011 tínhamos 448 guardas civis municipais Rondas Ostensivas Municipais, e hoje temos 390 agentes atuando pela cidade. Por causa da falta de verba essa reposição é prejudicada”, diz Albuquerque.

De acordo com o secretário, contratar novos agentes de segurança não se resume apenas ao pagamento de salário, mas custos com fardas, coletes, armamento e treinamento.

“Perdemos guardas que prestaram concurso para outras corporações como polícia militar e civil, e até mesmo para outros setores da economia”, afirma Albuquerque.

O secretário, que também já foi da Guarda Civil Municipal (GCM), declarou que a arrecadação da Prefeitura de Cotia também teve queda, e contratar novos funcionários ultrapassaria o limite permitido por lei com gastos com folha de pagamento no setor público.

Questionado sobre como é coberto o mapeamos criminal da cidade, já que o número de agentes foi reduzido, o secretário declarou que já foi estabelecida a distribuição de agentes pela cidade.

“Além disso, colocamos as equipes das Rondas Ostensivas Municipais (Romu) em posições flutuantes, ou seja, transitam por toda a cidade e auxiliam equipes de determinados setores que precisam de apoio”, diz Albuquerque.

De acordo com o secretário, o cidadão que precisar da Guarda Civil Municipal tem que ser atendido em cerca de cinco minutos, caso passe deste período, algo está errado.

“A distribuição foi realizada de acordo com o mapeamento da cidade, a mancha criminal, de forma que a quantidade de GCMs por distrito foi equacionada ao número de ocorrências. Isso possibilita um rápido atendimento ao cidadão”.

Albuquerque diz que a exceção é se alguma emergência em determinada área necessitar de um número maior de agentes, tonando insuficiente a atendimento a uma nova chamada.

Os telefones para o auxílio de Guarda Civil Municipal é 153 ou 4616-2835.