SP comemora 463 anos com programação gratuita

Haverá shows de Zeca Baleiro, Max de Castro e Wilson Simoninha, maratona circense na Av. Paulista e leituras dramáticas na Biblioteca Mário de Andrade

2439
Foto: Divulgação

Os espaços culturais e de lazer de São Paulo terão programação artística gratuita, com shows, circo, teatro e leituras dramáticas, para comemorar o 463º aniversário da cidade, em 25 de janeiro.

Entre os destaques da programação estão uma maratona circense na Avenida Paulista e leituras dramáticas com atores consagrados na Biblioteca Mário de Andrade, na região central. Na Chácara do Jockey, o destaque vai para os shows de Zeca Baleiro e do projeto Baile do Simonal, que reúne Max de Castro e Wilson Simoninha. Demônios da Garoa tocam no Mercado Municipal de São Paulo, o popular Mercadão.

Durante a tarde do feriado, os atores Regina Duarte, Bárbara Paz, Fúlvio Stefanini, Pascoal da Conceição e Juca de Oliveira apresentarão na Biblioteca Mário de Andrade a série de monólogos “Grandes Atores, Grandes Textos”. A convite da Secretaria Municipal de Cultura, os atores vão selecionar obras teatrais que sempre quiseram encenar ou que marcaram suas respectivas carreiras e as apresentarão no auditório, em forma de leitura dramática. Ao final de cada sessão, acontecerá um bate-papo com o público.

Para a criançada, uma maratona de circo acontecerá no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), das 10h às 19h. A ideia é relembrar um momento histórico do circo em São Paulo, quando o Palhaço Piolin montou sua lona no mesmo local, atendendo a um pedido de Pietro e Lina Bo Bardi, organizadores da exposição do cinquentenário da Semana de Arte Moderna em 1972.

A programação abre com a Cia. K, que faz performances aéreas com atores presos em um guindaste. Na sequência, o público se diverte com as apresentações dos Irmãos Sabatino, da Palhaça Rubra e do grupo Parlapatões, que apresenta diversos esquetes clássicos circenses. O encerramento fica por conta do grupo Jogando no Quintal, que simula um animado jogo de futebol entre palhaços em que a plateia também participa.

Atividades para crianças também vão abrir a programação do Parque Chácara do Jockey, na Zona Oeste. As atividades começam com a Trupe Pé de Histórias, às 11h, e seguem às 12h30 com oficinas de fantasia. À tarde, o músico Zeca Baleiro se une ao grupo Rastapé para apresentar um show que mistura MPB com forró. O encerramento dançante fica com o Baile do Simonal, projeto que reúne Max de Castro e Wilson Simoninha, que terá a participação especial da cantora Sandra de Sá.

CONFIRA PROGRAMAÇÃO COMPLETA:
GRANDES ENCONTROS MUSICAIS NO THEATRO MUNICIPAL
Outra opção para se divertir no centro da cidade será participando da programação realizada no palco do Theatro Municipal de São Paulo. Lá, grandes encontros musicais ocorrerão no dia 25. Às 11h, a apresentação será dedicada às crianças e traz o grupo Barbatuques. Utilizando os próprios corpos como instrumento musical, os artistas fazem o show do disco “Ayú”, com participação da cantora Badi Assad. O repertório reúne canções e músicas instrumentais que exploram a fonética, assim como aspectos rítmicos, harmônicos e melódicos. Na sequência, o maestro João Carlos Martins convida o tenor Jean Willian para juntar-se à Orquestra Filarmônica Bachiana SESI numa emocionante apresentação. Às 17h, as cantoras Juçara Marçal e Fabiana Cozza acompanham o Bloco Ilú Obá de Min, que traz sua forte raiz africana aliada a uma temática feminista. A partir das 19h, encerrando a programação do Municipal, a cultuada cantora Liniker se apresenta com um coral de 12 músicos formados pelas escolas estadual e municipal de música e que formaram o grupo Ensemble Vocal Paulista. Em frente ao Municipal, haverá uma feira gastronômica com diversas opções de alimentação. Quem passar por lá, poderá experimentar os hambúrgueres do Buzina Food Truck, a comida nordestina do Mocotó, comida Mexicana, do Food Truck La Buena Station até os modernos Grilled Cheese do QG Food Truck. Pra harmonizar tudo isso os vinhos e drinks dos Los Mendozitos

CCJ TRAZ NOVOS NOMES DO RAP E DA NOVA MPB
No Centro Cultural da Juventude (CCJ), zona norte, a programação abre com dois novos talentos do rap nacional: MC Soffia e Tassia Reis. No show conjunto, as duas cantoras paulistas trazem sucessos de seus repertórios, como “Menina Pretinha”, de Soffia, e “Meu RapJazz”, de Tassia. Na sequência, o grupo As Bahias e a Cozinha Mineira, surgido na Universidade de São Paulo e que traz em sua formação duas mulheres trans, interpreta músicas que já se tornaram conhecidas do público alternativo, entre elas “Uma Canção pra Você (Jaqueta Amarela)”. O rapper Rashid encerra as apresentações com canções do seu trabalho “A Coragem da Luz”.

MERCADÃO RECEBE CHORO E SAMBA
No Mercado Municipal de São Paulo, o popular Mercadão, que completa 84 anos de fundação também no dia 25 de janeiro, a tradição musical paulistana ganha uma homenagem com atrações de choro e samba. As atividades começam com as apresentações de grupos do Clube do Choro, às 11h. Na sequência, o sambista Osvaldinho da Cuíca interpreta clássicos de seu repertório, como “Frigideira” e “Pirapora”. O encerramento fica com os Demônios da Garoa, um dos mais icônicos da cidade. Criado em 1943, o grupo teve poucas mudanças em sua formação e é o mais antigo em atividade, ininterruptamente. Conhecido por gravar composições de Adoniran Barbosa, entre seus maiores sucessos está o clássico “Trem das Onze”.

MARATONA CIRCENSE NO VÃO LIVRE DO MASP
No vão livre do Masp (Museu de Arte de São Paulo Assis Chateubriand), acontece uma Maratona de Circo, entre as 10h e as 19h. A ideia é relembrar um momento histórico do circo em São Paulo, quando o Palhaço Piolin montou sua lona no mesmo local, atendendo a um pedido de Pietro e Lina Bo Bardi, organizadores da exposição do cinquentenário da Semana de Arte Moderna em 1972. A programação abre com a Cia. K, que faz performances aéreas com atores presos em um guindaste. Na sequência, o público se diverte com as apresentações dos Irmãos Sabatino, da Palhaça Rubra e do grupo Parlapatões, que apresenta diversos esquetes clássicos circenses. O encerramento fica por conta do grupo Jogando no Quintal, que simula um animado jogo de futebol entre palhaços em que a plateia também participa.

MONTAGENS PREMIADAS NOS TEATROS MUNICIPAIS
Espetáculos teatrais terão sessões especiais gratuitas, entre eles está a encenação da obra de Chico Buarque, “Leite Derramado”, no Centro Cultural São Paulo, na Sala Jardel Filho, às 20h30. Os Teatros Municipais Cacilda Becker (zona oeste), Arthur Azevedo (zona leste), João Caetano (zona sul) e Alfredo Mesquita (zona norte) também receberão montagens teatrais. Com direção de Kiko Marques, a encenação do texto de John Steinbeck intitulada “Sobre Ratos e Homens” será apresentada no Arthur Azevedo, às 20h. As cenas comuns do cotidiano de uma cidade ganham uma leitura emocionante nas vozes de dois locutores esportivos em “Os Arqueólogos”, que terá uma sessão no Cacilda Becker, zona oeste, às 20h. No mesmo horário, o João Caetano, na zona sul, apresenta “Cais ou da Indiferença das Embarcações”, de Kiko Marques e o Alfredo Mesquita, na zona leste, recebe a encenação de “Canto para Rinocerontes e Homens”, da Cia. Teatro do Osso. Para estas sessões, os ingressos serão distribuídos sempre com 1 hora de antedecência.

SHOWS AO AR LIVRE NOS PARQUES MUNICIPAIS
O Parque do Carmo e a Chácara do Jockey reúnem a programação ao ar livre em comemoração ao aniversário da cidade. Pela manhã, as atividades são direcionadas para o público infantojuvenil, com atrações de teatro, circo e música. Na Chácara do Jockey (zona oeste), as apresentações começam com a Trupe Pé de Histórias, às 11h. Às 12h30, as crianças podem participar de oficinas de fantasia. À tarde, o grupo de forró  Rastapé recebe Zeca Baleiro, como convidado especial para este show. O encerramento dançante fica com o Baile do Simonal, projeto que reúne Max de Castro e Wilson Simoninha, que terá a participação especial da cantora Sandra de Sá. Na zona leste, o Parque do Carmo abre suas atividades às 11h com oficinas e contação de histórias. O rapper Rael sobe ao palco às 14h, trazendo em seu repertório hits de seus quatro álbuns já lançados. O encerramento acontece a partir das 16h com a apresentação de um grande grupo de reggae nacional: Tribo de Jah. Neste show, ele recebe duas participações especiais: Raz Bernardo e Da Gama, ambos integrantes do grupo Cidade Negra.

TEATRO

Centro

A MERDA (LA MERDA)
Texto: Cristian Ceresoli. Direção e interpretação: Christiane Tricerri. Baseado na criação original de Silvia Gallerano e Cristian Ceresoli.
Arrebatada por seu fluxo de consciência, mulher luta, com obstinação, coragem e resistência, manifestando-se em sua bulímica e revoltada confidência pública para abrir seu próprio espaço como celebridade em uma sociedade de “coxas e liberdade”. Sentada como um animal em um pedestal circense, nua, sob os holofotes, com sua voz amplificada por um microfone, a fêmea protagonista avança com ferocidade brutal e fúria assassina rumo ao “mundo que conta“, disposta a tudo para alcançar seu objetivo de chegar lá e acontecer.
| Centro Cultural Olido – Sala Paissandu. Av. São João, 473. Dia 25, 18h (retirar ingresso uma hora antes). 90 min. + 16 anos.

BICHOS DO BRASIL
Cia. PiA FraUs.
O espetáculo é composto de 15 esquetes que retratam a riqueza da fauna brasileira, por meio de bonecos e música, procurando criar o ambiente da mata e o cotidiano dos animais numa selva tropical.
| Centro Cultural São Paulo. R. Vergueiro, 1.000, Paraíso. Próximo da estação Vergueiro do metrô. Dia 25, 14h (não é necessário retirar ingresso). 50 min. Livre.

LEITE DERRAMADO
Texto original: Chico Buarque. Adaptação, direção e cenografia: Roberto Alvim. Elenco: Juliana Galdino, Renato Forner, Diego Machado, Taynã Marquezone, Caio D’Aguilar, Marcel Gritten, Luis Fernando Pasquarelli e Nathalia Manocchio. Trilha sonora original: Vladimir Safatle. Iluminação: Domingos Quintiliano. Figurinos: João Pimenta.
Versão teatral do livro de Chico Buarque ganhador do Prêmio Jabuti. Ambientada em um hospital público, a história acompanha um homem falido, com mais de 100 anos de idade, que foi abandonado em uma maca de um hospital público. Nessa situação humilhante, tem de lidar com a precariedade de um sistema construído pela mesma elite da qual sua família, vinda com a coroa portuguesa ao Brasil, fez parte.
| Centro Cultural São Paulo – Sala Jardel Filho. R. Vergueiro, 1.000, Paraíso. Próximo da estação Vergueiro do metrô. Dia 25, 20h30 (retirar ingresso 2h antes). 60 min. + 14 anos.

GRANDES ATORES, GRANDES TEXTOS
Na Biblioteca Mário de Andrade, cinco atores e atrizes fazem a leitura dramática de textos e/ou poesias que consideram importantes para suas vidas.

REGINA DUARTE
| Dia 25, 15h

PASCOAL DA CONCEIÇÃO
| Dia 25, 16h

JUCA DE OLIVEIRA
| Dia 25, 17h

BÁRBARA PAZ
| Dia 25, 18h

FÚLVIO STEFANINI
| Dia 25, 19h

| Biblioteca Mário de Andrade – Auditório. R. da Consolação, 94, Consolação. Próximo da estação Anhangabaú do metrô. Dia 25, a partir das 15h (retirar ingresso 1h antes de cada apresentação). 45 min. Livre.

LANÇAMENTO REVISTAS RBMA 70 – MEDO E RBMA 71 – SONHO

| Biblioteca Mário de Andrade – Auditório. R. da Consolação, 94, Consolação. Próximo da estação Anhangabaú do metrô. Dia 25, 20H30. 45 min. Livre.

Zona Norte

CANTO PARA RINOCERONTES E HOMENS
Com Cia. Teatro do Osso. Direção: Rogério Tarifa. Texto Original: “O Rinoceronte”, de Eugene Ionesco. Elenco: Guilherme Carrasco, Isadora Titto, João Victor Toledo, Luísa Valente, Renan Ferreira, Rubens Alexandre e Viviane Almeida. Dramaturgia: Jonathan Silva, Rogério Tarifa e elenco. Músicos: Bruno Pfefferkorn e Filipe Astolfi.
Será que nós, seres humanos, gostaríamos de virar rinocerontes? A partir desse questionamento e da obra “O Rinoceronte”, de Eugene Ionesco, o ato-espetáculo musical traz para o palco temas como a brutalização do ser humano, a falta de sonhos e a extinção do homem.
| Teatro Municipal Alfredo Mesquita. Av. Santos Dumont, 1.770, Santana. Dia 25, 20h (retirar ingresso 1h antes). 180 min. + 14 anos.

Zona Sul

CAIS OU DA INDIFERENÇA DAS EMBARCAÇÕES
Com Velha Companhia. Texto e direção: Kiko Marques. Elenco: Alejandra Sampaio, Kiko Marques, Marcelo Diaz, Marcelo Laham, Marcelo Marothy, Marco Aurélio Campos, Maurício de Barros, Patrícia Gordo, Roberto Borenstein, Rose de Oliveira, Tatiana de Marca e Virgínia Buckowski.
O espetáculo é uma reconstrução poética de três gerações de uma família moradora de Ilha Grande, contada a partir da perspectiva de um barco.
| Teatro Municipal João Caetano. R. Borges Lagoa, 650, Vila Clementino. Dia 25, 20h (retirar ingresso 1h antes). 180 min. + 14 anos.

Zona Leste

SOBRE RATOS E HOMENS
Com DENDILEÃO Produções Artísticas Ltda. Direção artística: Kiko Marques. Elenco: Ricardo Monastero, Daniel Kronenberg, Luiz Amorim, Natallia Rodrigues, André Magalhães, Tom Nunes, Cássio Inácio e Pedro Paulo Eva.
Dois amigos, George e Lennie, o primeiro de raciocínio ágil e o segundo tão forte quanto ingênuo, estão unidos pelo sonho de trabalhar e juntar dinheiro para comprar um pedaço de terra onde possam finalmente viver. Forçados a lidar com a realidade, só a verdadeira amizade permitirá que continuem sonhando. No enredo repleto de tensão masculina, a única mulher em cena é Mae, esposa de Curley, filho do patrão. Ela joga com seu charme e persuasão para desestabilizar a ordem dos funcionários da fazenda.
| Teatro Municipal Arthur Azevedo. Av. Paes de Barros, 955, Mooca. Dia 25, 20h (retirar ingresso 1h antes). 100 min. + 10 anos.

Zona Oeste

OS ARQUEÓLOGOS
Com Empório de Teatro Sortido. Texto: Vinicius Calderoni. Direção: Rafael Gomes. Elenco: Guilherme Magon e Vinicius Calderoni.
Dois locutores esportivos transmitem cenas corriqueiras de vidas comuns. Pessoas caminham pelas ruas sem se dar conta de que os papéis rabiscados que trazem nos bolsos serão documentos históricos dentro de centenas de anos. Um pai tenta ensinar ao filho como se usa uma câmera de filmagem. Arqueólogos do futuro dialogam sobre os vestígios dessa estranha civilização, avaliando relíquias recolhidas no início do século 21.
| Teatro Municipal Cacilda Becker. R. Tito, 295, Lapa. Dia 25, 20h (retirar ingresso 1h antes). 60 min. +10 anos.

TEATRO INFANTIL

Centro

CHIQUITA BACANA NO REINO DAS BANANAS
Texto: Reinaldo Maia. Direção: Dagoberto Feliz. Elenco: Bruno Camargo, Camila Spinella Vaz, Clarissa Moser, Gabriel Hirschhorn, Juliana Tedeschi, Laruama Alves, Leandro Goulart, Lui Seixas, Marcellus Beghelle, Nuno Carvalho, Rafael Sampaio, Tarcila Tanhã e Thomas Basso. Cenografia e música: Dagoberto Feliz. Figurino: Fause Haten. Treinamento Viewpoints: Marcella Vicentini. Iluminação: Lui Seixas.
Este texto, escrito por Reinaldo Maia em 1977, coloca em cena o absurdo de uma menina ser acusada de ter comido uma banana no Reino das Bananas. Comandado pelo Rei Leonino, esse reino, no qual os outros animais estão perdendo suas funções sociais, é onde se passa a história.
| Centro Cultural São Paulo – Sala Adoniran Barbosa. R. Vergueiro, 1.000, Paraíso. Próximo da estação Vergueiro do metrô. Dia 25, 15h (retirar ingresso 2h antes). 60 min. Livre.

Zona Norte

HENRIQUES
Com Cia. Vagalum Tum Tum. Texto e Direção: Angelo Brandini. Elenco: Christiane Galvan, Val Pires, Thiago Andreuccetti, Ivy Donato, Rodrigo Feitas, Wesley Salatiel e Michelle Gallindo.
Príncipe Henrique é um jovem que vive na companhia de seus amigos arruaceiros, Falstaff e Pistola. Juntos, eles fazem muitas estripulias e são mal vistos pelas pessoas da cidade. Seu pai, o rei Henrique IV, já está velho e muito preocupado com o destino da Inglaterra. Próximo de sua morte, o rei faz com que o príncipe jure que será uma nova pessoa e um grande monarca. Ao se tornar rei, Henrique, que agora é Henrique V, cumpre suas promessas e precisa abandonar a vida de fanfarrão, além dos antigos amigos.
| Teatro Municipal Alfredo Mesquita. Av. Santos Dumont, 1.770, Santana. Dia 25, 15h (retirar ingresso 1h antes). 60 min. Livre.

Zona Sul

BUUUU!! A CASA DO BICHÃO
Com As Meninas do Conto. Direção: Cristiane Paoli Quito. Texto: Simone Grande. Supervisão dramatúrgica: Rubens Rewald. Elenco: Simone Grande, Lívia Sales e Helena Castro. Música: Girlei Miranda e Simone Grande. Supervisão musical: Renata Mattar. Cenário: Marisa Bentivegna. Bonecos: Sidnei Caria. Figurino: Cláudia Shapira. Iluminação: Marisa Bentivegna. Preparação corporal: Erika Moura. Produção: Regiane Moraes.
Três narradoras contam a história de Caio, rapaz que sai pelo mundo e chega numa casa muito esquisita, que parece ser mal-assombrada. Lá, ele passa por diversas provas, enfrentando seus medos.
| Teatro Municipal João Caetano. R. Borges Lagoa, 650, Vila Clementino. Dia 25, 15h (retirar ingresso 1h antes). 50 min. Livre.

Zona Leste

BERENICES
Com Grupo Morpheus Teatro. Autoria/direção geral: Verônica Gerchman. Elenco: Verônica Gerchman, João Araujo, Cassia Domingues, Daniela Boni e Zé Antonio do Carmo. Voz de Berenice: Lorini Domingues. Cenário, adereços e criação de bonecos: Verônica Gerchman, João Araujo, Cassia Domingues, Daniela Boni e Zé Antonio do Carmo. Pintura dos bonecos e máscaras: Mavutsinim, Sergio Candido e João Araujo. Trilha sonora original: João Araujo, Daniela Boni e Mavutsinim. Figurinos: Dalmir Rogério. Confecção dos figurinos: Sandra Pestana e Noeme Costa. Painel final: Lorini, Geovanna, Matheus, Orin, Rumi e Samuel. Produção executiva: Deborah Corrêa. Fotos: Lívia Gonzaga Bertuzzi, Karim da Hora, Anna Maria Maiolino e Morpheus Teatro.
Pessoas sentem e pensam muitas coisas, às vezes tudo ao mesmo tempo. Imagine conseguir ver seus sentimentos, pensamentos e sensações tomarem forma! O espetáculo utiliza as linguagens do teatro de animação e das máscaras para narrar a saga da pequena Berenice e seu encontro consigo mesma e com o mundo.
| Teatro Municipal Arthur Azevedo. Av. Paes de Barros, 955, Mooca. Dia 25, 15h (retirar ingresso 1h antes). 60 min. Livre.

Zona Oeste

FEIO
Com Coletivo GRÃO de Arte e Cidadania. Concepção: Cintia Alves. Direção: Cintia Alves e Leonardo Castilho. Dramaturgia: Cintia Alves, Adriana Lira e Eduardo Bartolomeu. Texto da audionarração: Adriana Lira e Eduardo Bartolomeu. Elenco: Edgar Benitez, Edson Calheiros, Eduardo Bartolomeu, Juliana Keiko e outros. Direção musical: Juliana Keiko e Lenna Bahule. Trilha incidental: Juliana Keiko. Produção musical: Luciano Sallun. Figurino: Fernando Delábio. Cenografia: Jorge Vermelho e André Monteiro – Pato e Lucas Lopes. Direção de arte: Lucas Lopes. Iluminação: Guto Wagner. Preparação corporal: Edson Calheiros. Cultura surda: Fábio de Sá. Assessoria audionarração: Vanda Ferreira Barbote Rodriguez. Assessoria pedagógica: Wagner Bessa. Equipe de pesquisa: Nana Pequini, Vinícius Ramos, Anderson Pinheiro, Paloma Fraga, Vinícius Lopes e Philipe Uzun.
Obra cênica construída a partir da percepção de pessoas com deficiência auditiva ou visual. O espetáculo foi concebido para o público jovem a partir do conto “O patinho feio”, de Hans Christian Andersen, que conta a história de um patinho que, por ser feio, é rejeitado por todos desde o nascimento. Ele parte do lugar onde vive e passa por inúmeras dificuldades até descobrir sua real beleza.
| Teatro Municipal Cacilda Becker. Rua Tito, 295, Lapa. Dia 25, 15h (retirar ingresso 1h antes). 60 min. Livre.

DANÇA

Centro

DANÇA POR CORREIO
Zumb.Boys.
Na rua, o espetáculo procura se comunicar com os transeuntes e utiliza os corpos para traduzir sensações do ser urbano.
| Galeria do Rock. Av. São João, 439 (não é necessário retirar ingresso). Dia 25, 11h. 50 min. Livre.

YEBO
Grupo Gumboot Dance.
Segundo espetáculo de dança do grupo. Gumboot dance é uma forma de dança criada no século 19 pelos trabalhadores das minas de ouro e de carvão da África do Sul. O espetáculo aborda a exploração tanto das minas quanto dos sete povos levados para a extração do minério, a criação de um dialeto sonoro a partir das batidas nas botas de borracha e a espera das mulheres por seus maridos mineiros.
| Largo do Paissandu. Av. São João, em frente 473. Dia 25, 13h (não é necessário retirar ingresso). 50 min. Livre.

JAM OLIDO DE DANÇAS
A Jam de Danças Urbanas tem a intenção de abrir espaço para os praticantes das diversas linguagens das danças de rua. O projeto possibilita um ambiente para a improvisação de seus praticantes e também do público, gerando uma interação entre profissionais e amadores.
| Centro Cultural Olido – Vitrine da Dança e corredor. Av. São João, 473. Dia 25, 14h (não é necessário retirar ingresso). 240 min. Livre.

PELE NEGRA MÁSCARAS BRANCAS
Cia. Treme Terra.
Inspirado no livro “Pele Negra Máscaras Brancas”, escrito por Frantz Fanon, a companhia cria este espetáculo de dança negra baseado em estudos sobre as relações étnico-raciais no Brasil, traçando um paralelo com a mitologia dos orixás e experiências pessoais relatadas em depoimentos pelos artistas do elenco.
| Centro Cultural Olido – Sala Olido. Av. São João, 473. Dia 25, 20h (retirar ingresso 1h antes). 80 min. Livre.

MÚSICA

Centro

CLUBE DO CHORO
O Clube do Choro de São Paulo é composto por cerca de 300 músicos atuantes no cenário atual paulistano. No aniversário de São Paulo, alguns desses artistas se apresentam em um dos cartões-postais da cidade, o famoso Mercadão, que completa 84 anos de fundação também no dia 25 de janeiro. Músicos da cena paulistana se revezarão durante a apresentação, executando clássicos do gênero e composições de chorões paulistas.
| Mercado Municipal – Mercadão. R. da Cantareira, 360. Dia 25h, 11h (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre.

OSVALDINHO DA CUÍCA
Repertório de 18 músicas do sambista paulistano, entre elas “Frigideira” e “Pirapora”.
| Mercado Municipal – Mercadão. R. da Cantareira, 360. Dia 25, 13h (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre.

DEMÔNIOS DA GAROA
Com Sérgio Rosa, Ricardo Cassimiro Rosa, Roberto Barbosa, Wilder Benedito Paraíso e Izael Caldeira.
O Demônios da Garoa surgiu em 1943 como Grupo do Luar e, até hoje, foi a única banda a receber a classificação de mais antiga em atividade pelo Guinness Book, no ano de 1994. Com 73 anos de atividade ininterrupta, Demônios gravou 80 discos e tem, entre seus maiores sucessos, canções como “Trem das Onze”, “Samba do Arnesto”, “As Mariposas”, “Tiro ao Álvaro”, todas de Adoniran Barbosa, e muitas outras.
| Mercado Municipal – Mercadão. R. da Cantareira, 360. Dia 25, 15h (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre.

BARBATUQUES E BADI ASSAD
Com Badi Assad (violão e voz). Barbatuques: André Hosoi, André Venegas, Charles Raszl, Giba Alves, Helô Ribeiro e João Simão.
O grupo Barbatuques apresenta “Ayú”, seu quarto disco, que traz canções e músicas instrumentais explorando a fonética, assim como os aspectos rítmicos, harmônicos e melódicos.
| Theatro Municipal de São Paulo. Pça. Ramos de Azevedo, s/nº. Dia 25, 11h (retirar ingresso 1h antes). 90 min. Livre.

ORQUESTRA BACHIANA E TENOR JEAN WILLIAM
Regência: João Carlos Martins.
| Theatro Municipal de São Paulo. Pça. Ramos de Azevedo, s/nº. Dia 25, 15h (retirar ingresso 1h antes). 90 min. Livre.

ILÚ OBÁ DE MIN COM JUÇARA MARÇAL E FABIANA COZZA
Bloco Afro Ilú Obá De Min. Com Cleib Aparecida Martins Vieira Cupertino (líder do grupo), Wanderléia Martins Vieira Cupertino, Maria José de Almeida Cintra, Ducineia Cardoso, Sandra Maria Luciano, Tatiana Mohr, Ana Célia Martins Nogueira, Isabela Rocha Tsuji Cunha, Andreia Alves dos Santos, Maria do Carmo de Almeida Cintra, Silvana Silvestrini, Maria Cristina da Silva, Sandra Regina Gonçalves Cavalcanti, Marlene Cristiane Gomes Britos, Roberta da Silva Santos, Lenita Rosa Sena e Silvana Aparecida dos Santos (percussionistas). Cantoras convidadas: Fabiana Cozza e Juçara Marçal.
Ilú Obá De Min, que significa “mãos femininas que tocam os tambores para o rei Xangô”, nasce para renovar a tradição, uma vez que nos costumes do candomblé as mulheres não são autorizadas a tocar o instrumento. O grupo procura alimentar uma forte ligação com raízes africanas, por isso inspirou-se em tradições nigerianas nas quais a prática é permitida para ambos os sexos.
| Theatro Municipal de São Paulo. Pça. Ramos de Azevedo, s/nº. Dia 25, 17h (retirar ingresso 1h antes). 60 min. Livre.

LINIKER E OS CARAMELOWS + ENSEMBLE VOCAL PAULISTA
Com Liniker (vocais), Rafael Barone (baixo), William Zaharanszki (guitarra), Pericles Zuanon (bateria), Márcio Bortoloti (trompete) e Renata Éssis (backing vocal). Ensemble Paulista: Ana Luisa Ramos, Ludmila Thompson, Luisa Aguilar, Alessandra Carvalho, Alessandra Wingter, Camila Honorato e Marilia Vargas.
A cultuada e performática cantora Liniker se apresenta com integrantes do Ensemble Vocal Paulista, grupo formado por alunos da Escola de Música do Estado de São Paulo e da Escola Municipal de Música de São Paulo.
| Theatro Municipal de São Paulo. Pça. Ramos de Azevedo, s/nº. Dia 25, 19h (retirar ingresso 1h antes). 90 min. Livre.

FILIPE CATTO CANTA CÁSSIA ELLER
Com Filipe Catto, Fabiana Ricardo de Oliveira Rodrigues, Lucas Weier Vargas, Michelle Abu e Ana Karina Sebastião.
No show, o cantor interpreta canções de Cássia Eller, de quem se diz grande admirador.
| Centro Cultural São Paulo – Sala Adoniran Barbosa. R. Vergueiro, 1.000, Paraíso. Próximo da estação Vergueiro do metrô. Dia 25, 19h (retirar ingresso 1h antes). 60 min. Livre.

Zona Norte

TÁSSIA REIS + MC SOFFIA
Com letras maduras e bem estruturadas, Tássia Reis lançou no final de 2016 o disco “Outra Esfera”, o segundo de sua carreira. As sete faixas do álbum mostram uma artista heterogênea e consciente da sonoridade que é capaz de produzir. Entre as músicas de destaque estão “Desapegada”, “Se Avexe Não” e o remix da música “Ouça-me”. MC Soffia traz sucessos de sua carreira, entre eles “Meu RapJazz”.
| Centro Cultural da Juventude – Espaço Arena. Av. Deputado Emílio Carlos, 3.641, Vila Nova Cachoeirinha. Próximo do Terminal de Ônibus Cachoeirinha. Dia 25, 16h (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre.

AS BAHIAS E A COZINHA MINEIRA
Com Assucena Assucena (voz), Raquel Virgínia (voz), Rafael Acerbi (guitarra e violão), Rob Ashtoffen (baixo), Carlos Eduardo Samuel (piano/teclado), Vitor Coimbra (bateria) e Danilo Moura (percussão).
Assucena, Rafael e Raquel se conheceram na faculdade de História da USP em 2011. Desde então, iniciaram uma intensa amizade em torno de ideias musicais e artísticas. O nome da formação se deve ao fato de que as duas cantoras e compositoras, transexuais, coincidentemente tinham o mesmo apelido “Bahia”, e o guitarrista mineiro Rafael formaria a “cozinha” sonora da banda. “Mulher”, o primeiro álbum do grupo, foi lançado em 2015 com grande aceitação de público e mídia. Em 2016, após apresentações pelo Brasil, a banda lança seu show mais recente “ETC & Tal”, com direção artística de Marcos Xuxa Levy, atingindo novos públicos. Com notória influência da música brasileira tropicalista, a banda integra a cena atual com canções que versam sobre o universo feminino, de forma contundente.
| Centro Cultural da Juventude – Espaço Arena. Av. Deputado Emílio Carlos, 3.641, Vila Nova Cachoeirinha. Próximo do Terminal de Ônibus Cachoeirinha. Dia 25, 18h (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre.

RASHID
Michel Dias Costa, mais conhecido como Rashid, aos 12 anos já escrevia suas próprias letras e, como vários garotos criados na periferia, sonhava um dia subir ao palco. Em 2009, chamou a atenção dos rimadores mais experientes ao ser convidado para integrar a Liga dos MCs, batalha de âmbito nacional. A “Coragem da Luz” é o primeiro disco de estúdio de Rashid. Lançado em março de 2016, teve participações de Mano Brown, Criolo, Xênia França (Aláfia), Alexandre Carlos (Natiruts), Izzy Gordon e Max de Castro. Marechal, Nave e Parteum assinaram a produção de canções do álbum. Hoje em turnê por todo o país, Rashid tem o apoio de uma banda formada por backing vocal, guitarra, baixo e bateria, além do inseparável DJ Mr. Brown.
| Centro Cultural da Juventude – Espaço Arena. Av. Deputado Emílio Carlos, 3.641, Vila Nova Cachoeirinha. Próximo do Terminal de Ônibus Cachoeirinha. Zona Norte. Dia 25, 20h (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre.

Zona Sul

LUANA BAYÔ E PAGODE DA 27
Apresentação de artistas da região da zona sul. A cantora Luana Bayô traz em seu repertório composições próprias e releituras, em gêneros musicais diversos, entre eles bolero, salsa e samba. Nascido na rua 27 do Grajaú, o Pagode da 27 toca em seu show o mesmo samba que leva todos os domingos do mês ao bairro.
| Centro Cultural do Grajaú. R. Prof. Oscar Barreto Filho, 252, Capela do Socorro. Dia 25, 14h (Luana Bayo) e 16h (Pagode). Não é necessário retirar ingresso. 60 min. Livre.

BICHO DE PÉ
O grupo mostra a diversidade dos ritmos brasileiros por meio de músicas de sua autoria e de artistas consagrados, como Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Dominguinhos, Zé Ramalho e Fagner.
| Centro Cultural do Grajaú. R. Prof. Oscar Barreto Filho, 252, Capela do Socorro. Dia 25, 18h (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre.

MORAES MOREIRA E DAVI MORAES
No show “Pai e Filho”, o repertório traz parcerias inéditas e homenagens a grandes compositores brasileiros, como Ari Barroso, Assis Valente, além de músicas do grupo Novos Baianos.
| Centro Cultural do Grajaú. R. Prof. Oscar Barreto Filho, 252, Capela do Socorro. Dia 25, 20h (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre

Zona Leste

RAEL
Até o início de 2017, Rael faz os últimos shows da turnê “Diversoficando”, com a qual lota casas por todo o país em mais de 150 apresentações. Agora, ele começa a dar mostras do que prepara para o show de seu recém-lançado disco “Coisas do Meu Imaginário”. Reformulados para esses meses de encerramento, os shows passam a ter como grande atrativo o lançamento da faixa “Rouxinol”, primeiro single do novo trabalho. Estão no repertório também “Estrada” e “Minha Lei”, que também ganhou clipe.
| Parque do Carmo. Dia 25, 14h (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre.

TRIBO DE JAH + EX-INTEGRANTES DO CIDADE NEGRA
A banda icônica de reggae Tribo de Jah comemora sua trajetória de 30 anos convidando os ex-Cidade Negra: Ras Bernardo e Da Ghama para fazerem parte do show.
| Parque do Carmo. Dia 25, 16h (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre.

Zona Oeste

RASTAPÉ COM PARTICIPAÇÃO DE ZECA BALEIRO
Rastapé, banda que ficou conhecida pela música “Colo de Menina”, apresenta canções de seu sexto CD, “Fundamental”. O cantor e compositor Zeca Baleiro é convidado especial do show.
| Chácara do Jockey. Dia 25, 14h (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre

BAILE DO SIMONAL COM PARTICIPAÇÃO DE SANDRA DE SÁ
Com Marcelo Maita, Márcio Forte, Robinho Tavares, Sidmar Vieira, Josue dos Santos, Will Bone, Simoninha, Max de Castro e Sandra de Sá.
O Baile do Simonal é mais que uma homenagem, trata-se de uma verdadeira festa. O show, concebido e produzido por Max de Castro e Wilson Simoninha, filhos do cantor Simonal, convidam a cantora Sandra de Sá para esta apresentação.
| Chácara do Jockey. Dia 25, 16h (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre

FESTA

Centro

CALEFAÇÃO TROPICAOS
O coletivo Calefação Tropicaos traz DJs para embalar esta festa.
| Praça das Artes. Av. São João, 281. Dia 25, das 14h às 22h (não é necessário retirar ingresso). Livre.

VIRADINHA INFANTIL

Zona Leste

OFICINAS DE ARTE
| Parque do Carmo. Dia 25, 11h (não é necessário retirar ingresso). 180 min. Livre.

IRMÃOS BECKER – CIRCO MALABARÍSTICO
Irmãos Becker apresentam números circenses que utilizam as tradicionais bolas e claves, além de tochas, facas e cones de rua.
| Parque do Carmo. Dia 25, 11h (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre.

JOÃO E MARIA E OUTRAS HISTÓRIAS
Contação de histórias com o grupo Três Marias e Um João.
| Parque do Carmo. Dia 25, 12h (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre.

MUNDO DAS FANTASIAS
Com André Russo Becker, Eduardo Russo Becker, Bruno Vieira , Larissa Magagnini, Letícia Finatti, Sandra Saavedra e Janis Narevicius dos Santos.
Intervenção com fantasias.
| Parque do Carmo. Dia 25, 12h30. Grátis (não é necessário retirar ingresso). 180 min. Livre.

CONTO DOS PÁSSAROS
Contação de histórias com o grupo Trupe Pé de Histórias.
| Parque do Carmo. Dia 25, 13h20 (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre.

Zona Oeste

OFICINA DE ARTES
| Chácara do Jockey. Dia 25, 11h. 180 min. Livre.

CONTO DOS PÁSSAROS
Contação de histórias com o grupo Trupe Pé de Histórias.
| Chácara do Jockey. Dia 25, 11h (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre.

SOLDADINHO DE CHUMBO E OUTRAS HISTÓRIAS

Contação de histórias.
| Chácara do Jockey. Dia 25, 12h (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre.

MUNDO DAS FANTASIAS
Com André Russo Becker, Eduardo Russo Becker, Bruno Vieira , Larissa Magagnini, Letícia Finatti, Sandra Saavedra e Janis Narevicius dos Santos.
Intervenção com fantasias.
| Chácara do Jockey. Dia 25, 12h30. 180 min. Livre.

IRMÃOS BECKER – CIRCO MALABARÍSTICO
| Chácara do Jockey. Dia 25, 13h20 (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre.

CIRCO

Centro

CIA. K
Apresentação de pianista suspenso por um guindaste.
| Vão livre do Masp. Av. Paulista, 1.578, Bela Vista. Dia 25, seis intervenções das 10h às 19h (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre.

CIA. IRMÃOS SABATINO
Performance “Anjos Voadores”.
| Vão livre do Masp. Av. Paulista, 1.578, Bela Vista. Dia 25, 11h (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre.

SHOW DA PALHAÇA RUBRA
Palhaça Rubra é a mestra de cerimônias dessa trupe em que todos são músicos e palhaços. Juntos, combinam suas habilidades para criar esquetes contemporâneos de circo.
| Vão livre do Masp. Av. Paulista, 1.578, Bela Vista. Dia 25, 13h (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre.

PARLAPATÕES – CLÁSSICOS DO CIRCO
Reunião com alguns dos mais divertidos números cômicos e circenses de diversos espetáculos da trajetória de mais de 20 anos dos Parlapatões.
| Vão livre do Masp. Dia 25, 15h (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre.

RICARDO MALERBI
Números de mágico.
| Vão livre do Masp. Av. Paulista, 1.578, Bela Vista. Dia 25, 16h (não é necessário retirar ingresso). 60 min. Livre.

JOGANDO NO QUINTAL
Cia. do Quintal. Jogo de futebol improvisado em que palhaços são divididos em dois times. O árbitro faz a intermediação e uma banda de músicos-palhaço cria sons e melodias ao vivo. O espetáculo conta com hino do clube, placar, bandeiras, juiz, jogadores, torcida e até mesmo um clube fictício: o Clube de Regatas Cotoxó.
| Vão livre do Masp. Av. Paulista, 1.578, Bela Vista. Dia 25, 17h30 (não é necessário retirar ingresso). 90 min. Livre.

ARTISTAS CIRCENSES
Apresentações de circo durante os espetáculos.
| Vão livre do Masp. Av. Paulista, 1.578, Bela Vista. Entre os horários das atividades (não é necessário retirar ingresso).

ROTEIROS SPSAFARI

Quatro roteiros que contam parte da cidade de São Paulo.

Centro

PÁTIO DO COLÉGIO E A HISTÓRIA DA CIDADE
Com João Carlos Kuhn (mestre em arquitetura e urbanismo pela FAU/USP).
Poucas cidades têm a certeza do ponto onde começaram. Não é o caso de São Paulo, que surgiu onde hoje está o Pátio do Colégio. Lá, os jesuítas construíram sua primeira cabana, em 1554. O percurso relatará as transformações ocorridas na cidade, com a presença e a expulsão dos jesuítas, a transformação do local em Palácio do Governador e a reviravolta a partir da década de 1950, quando o terreno é devolvido aos jesuítas e o conjunto religioso é reconstruído como parte das festividades do IV Centenário de São Paulo, em 1954.
| Dia 25, das 10h às 12h e das 14h às 16h (cada horário é uma turma diferente). Ponto de encontro: Pátio do Colégio. Inscrições: http://www.spsafari.com/contato (até 30 pessoas, por ordem de inscrição)

DE VILA A CENTRO DA METRÓPOLE PAULISTANA: UM PASSEIO PELA COLINA HISTÓRICA DE SÃO PAULO
Com Ana Castro e Joana Mello (professoras da FAU/USP).
O desenvolvimento do centro de São Paulo pode ser acompanhado por meio de seus edifícios e como seu espaço e vias foram planejados. Desde o uso da taipa até os arranha-céus de concreto armado, em meados do Século 20, várias imagens da cidade foram surgindo. Ao percorrer a colina histórica –núcleo original de formação de São Paulo–, o roteiro mostra como essas diferentes imagens se configuraram simbólica e materialmente na cidade.
| Dia 25, 15h. Ponto de encontro: Pátio do Colégio. Inscrições: joana-mello@usp.br (até 20 pessoas, por ordem de inscrição)

Zona Sul

PENSANDO COM OS BANDEIRANTES
Com Renato Cymbalista (professor de história da arquitetura e do urbanismo da FAU-USP).
A figura do bandeirante data do final do século XIX, quando aparece a imagem dos paulistas como heróicos desbravadores do território e construtores do território nacional. A partir dessa narrativa, a cidade está repleta de lugares que enaltecem a figura do bandeirante e suas explorações. Nos anos recentes, esses lugares tem sido objeto de protestos e manifestações que apontam para outros aspectos da presença dos bandeirantes no território, como a expulsão ou escravização dos índios. O percurso fará uma reflexão sobre essas representações e esses lugares.
| Dia 25, das 10h às 12h. Ponto de encontro:  Monumento às Bandeiras (Parque Ibirapuera). Inscrições: http://www.spsafari.com/contato (até 30 pessoas, por ordem de inscrição)

OBELISCO E A NARRATIVA HERÓICA DA REVOLUÇÃO DE 1932
Com Karoline Andrade.
O Obelisco do Ibirapuera é um dos maiores monumentos da cidade, mas poucos o conhecem por dentro. De lá, é possível recuperar a narrativa heróica da Revolução de 1932, incluindo painéis em mosaico que tratam da fundação, morte e ressurreição da cidade de São Paulo, sempre enaltecendo o caráter glorioso da luta paulista pela Constituição.
| Dia 25, das 14h às 16h. Ponto de encontro: saguão do Obelisco (Parque Ibirapuera). Inscrições: http://www.spsafari.com/contato (até 30 pessoas, por ordem de inscrição)