Cientistas colocam o cérebro de um verme em um robô

O objetivo foi introduzir a fisiologia do verme no robô

2207
Foto: Divulgação

Cientistas de um coletivo chamado OpenWorm mapeou todas as conexões entre os 302 neurônios do verme Caenorhabditis elegans e conseguiu fazer uma simulação em um software, resultando na implantação de cérebro em um robô feito com peças de Lego.

De acordo com a revista cientifica Smithsonian, O C. elegans é um pequeno nematódeo que foi extensivamente estudado na história e, como resultado a ciência de todos os seus genes e sistema nervoso.

O objetivo foi reproduzir completamente o ser vivo como um organismo virtual.

O robô tem as mesmas partes que o verme: um sensor de sonar que atua como um nariz e motores que substituem os neurônios motores do verme em cada lado do seu corpo.

Sem nenhuma instrução, o cérebro virtual do C. elegans controlou e moveu o robô.