Carentes divertem-se no Aquário de São Paulo

Passeio aconteceu no início da semana e foram selecionados beneficiários de programas de transferência de renda que moram em Cotia

538

Um dia de descobertas, alegria, aprendizado e muita animação. Assim foi a segunda-feira (22/10) de mais de 250 pessoas de todas as idades, desde crianças, jovens, adultos até idosos, de famílias beneficiárias de programas de transferência de renda, que visitaram o Aquário de São Paulo – a maioria – pela primeira vez. O passeio foi organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS) para famílias inscritas nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) que estão em dia com as condicionalidades dos programas de transferência de renda.

Técnicos dos CRAS acompanharam a excursão que partiu de Cotia logo pela manhã. “O prefeito Rogério Franco determinou que fizéssemos um trabalho social diferenciado que atendesse as necessidades urgentes das famílias e que, dentro do possível, também proporcionasse aprendizado, novas experiências e oportunidades, e é isso que a nossa secretaria busca fazer com esta iniciativa”, disse Mara Franco, titular da SDS.

Para a pequena Lidiane, que mora no Jardim Japão, o passeio foi como um presente. “Gostei muito do passeio bem no meu aniversário”, comemorou a menina que adorou cada cantinho do Aquário. Para Márcia Galo o passeio foi de aprendizado. “[Passeio] muito construtivo, aprendi coisas que nem imaginava. As crianças ficaram encantadas com a apresentação da sereia”, comentou.

Os visitantes puderam conferir espaços temáticos e serem remetidos a um mundo de encanto: passaram pelo recito de ursos polares, pelo tanque de tubarões, viram macacos, suricatos, cangurus, cobras, raias, diversos peixes exóticos e outros animais. “Este passeio se apresenta como a preocupação que a Administração Pública tem de oportunizar o acesso à cultura para estas famílias. Muitas não teriam esta oportunidade que vai além da realidade que vivem e, acima de tudo, enriquece o conjunto de conhecimento que têm. Parabenizo a SDS pela iniciativa”, disse Luiz Gomes, coordenador do CRAS Recanto Suave.