Oferta de vagas para o Natal é 30% maior que em 2017

Empresa de RH estima um crescimento de 30% no número de vagas na comparação ao ano passado

328
Foto: Divulgação

O país gerou mais de 47 mil vagas formais de emprego em julho, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho, um saldo positivo 32% maior que no ano passado. O resultado é também o melhor para o mês em seis anos, ou seja, bem acima da previsão de 27 mil vagas, feita inicialmente.

Os resultados da Luandre, uma das maiores consultorias de recrutamento e seleção, foram excelentes durante todo o ano de 2018, com crescimento expressivo de 45%.

Atendendo 200 das 500 maiores empresas do Brasil, a consultoria oferece hoje mais de 3700 vagas, 45 mil candidatos estão participando de processos seletivos e registra um crescimento de 18% do número de vagas em relação a julho do ano passado.

Nos próximos meses do ano, a Luandre prevê um aumento na contratação de profissionais para as áreas de indústria, logística e varejo, em razão das festas de fim de ano. A empresa estima o crescimento de 30% em vagas temporárias oferecidas em relação ao mesmo período do ano passado, quando a economia deu sinais iniciais de aquecimento – entre agosto e dezembro de 2017.

De acordo com a sazonalidade, nos meses de agosto e setembro a contratação acontece na indústria, pois há um aumento de produção já se preparando para as vendas de final de ano. Por consequência, o setor de logística também é acionado. “Um terço das nossas vagas no momento são para estes setores e visam à chegada do Natal, que é a principal data comemorativa do ano em termos econômicos. Entre outubro e novembro, a entrada de vagas para o varejo é muito expressiva, esperamos 30% a mais que no restante do ano”, diz Fernando Medina, Diretor de Operações da Luandre.

Segundo Medina, o trabalho temporário é muito vantajoso para empresa contratante, pois consegue adequar seu quadro de colaboradores às altas demandas, com uma resposta mais rápida, “Para o profissional temporário também é interessante, pois estudos mostram que mais de 40% destes colaboradores que entram como temporários são efetivados pelas empresas, ou seja, é uma excelente porta de entrada”, afirma ele.