Carta de Ecléa Bosi

Em vídeo, o historiador Marcos Roberto Bueno Martinez lê a carta que a granjeira Ecléa Bosia escreveu, contando um pedaço da História da Igreja e falando carinhosamente dos moradores antigos e velhos amigos.

1033

“Em 1999, quando terminei de escrever o livro Memória & Imagem, com fotos antigas e depoimentos de antigos e velhos moradores de Cotia, usando como referência de pesquisa o livro Memórias e Sociedade – Lembranças de Velhos, escrito pela professora Ecléa Bosi, sonhava com a possibilidade de ela escrever o prefácio. Ao mesmo tempo, pensava, intimamente: imagina se, com a sua grandeza, esta pesquisadora escreveria algumas palavras em um livro que ela não orientou e escrito tão distante do mundo acadêmico! Sabe aquela coisa que o não a gente já tem? Marquei uma visita e, atrevidamente, fui à sua casa na Granja Viana. Recebido carinhosamente e com um saboroso café, depois de algumas perguntas, a professora Ecléa disse-me delicadamente e com algumas recomendações, que escreveria o prefácio”, relembra o historiador Marcos Roberto Bueno Martinez, o professor Marcão. Foi um belo presente para a memória da comunidade de Cotia: a carta conta um pedaço da História da Igreja e fala carinhosamente dos moradores antigos e velhos amigos que eles se relacionavam.