Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 110 mil crianças são hospitalizadas, anualmente, vítimas de acidentes dentro da própria casa. Durante o período das férias escolares, essas ocorrências aumentam em 25%. Entre os incidentes mais comuns estão quedas, queimaduras, envenenamentos, sufocamentos e afogamentos.
Pensando nisto e também em questões relacionadas a saúde, a engenheira de Segurança do Trabalho, Viviane Antunes, listou dicas para garantir as férias em casa com saúde e segurança. Confira abaixo:

  • Tomar bastante água para permanecer hidratado;
  • Protetor solar conforme a orientação do fabricante;
  • Respeitar as sinalizações de segurança, praias ou parques aquáticos;
  • Criança, ao adentrar em águas paradas calma e rasa, uso de braçadeiras;
  • Criança e adulto, ao adentrarem águas agitadas e profundas, colete salva – vida;
  • Não permita entrada de crianças sozinhas em piscinas, faixa etária conforme a orientação do estabelecimento local, lembre-se a criança não tem está interpretação mais que o adulto responsável;
  • Colocar na criança pulseira de identificação infantil, em local onde ela fica vulnerável;
  • Raio, evite lugares abertos, em hipótese nenhuma permaneça na água, carro vidro fechado sem contato com partes metálicas;
  • Fogos de artifícios, todo cuidado é pouco no manuseio, nunca ascender próximo ao corpo e perto dos olhos, seguir corretamente as instruções dos fabricantes;
  • Criança apenas no banco de trás, começando do adulto o exemplo do cinto de segurança

Por Viviane Antunes, engenheira de Segurança do Trabalho.