Até 20 de março do ano de 2019 a regência astrológica do ano ainda cabe ao planeta Júpiter, segundo a alquimia. Mas para a surpresa dos incautos, já começamos a sentir os efeitos da presença de Marte antes do ano de Júpiter terminar. Marte representa o Sr. das guerras, das lutas, mas também considerando a astrologia antiga, representa o Sr. das transformações quando o vemos como regente do signo de Escorpião.

Nunca um país mudou tanto quanto o nosso nos últimos doze meses; foram reviravoltas entre a luz e a sombra em todos os níveis, nada mais fica à mercê das cavernas obscuras, tudo se revela sob o fogo de Marte, que é o primeiro fogo que se acende no Zodíaco.

Não só como regente de Áries, que é considerado o primeiro signo que abre o cinturão das estrelas desta ciência, Marte ainda se revela aos olhos dos que buscam se autoconhecer ou simplesmente acompanhar movimentos e tendências que influenciam nosso cotidiano.

Enquanto Júpiter já se prepara para entregar o governo de 2019 ao planeta Marte, este guerreiro já mostra a que veio, adiantando seus processos antes mesmo de assumir. Já em outubro de 2018 estimulou lutas e obrigou escolhas. Dividiu territórios e populações para que caminhos fossem definidos para 2019. O guerreiro ariano não consegue travar suas batalhas em terrenos desconhecidos, é preciso definir metas para travar batalhas.

Marte também rege o signo de Escorpião, o oitavo do Zodíaco, segundo tratados alquímicos anteriores à descoberta de Plutão, considerado hoje seu regente. Marte neste contexto está uma oitava a mais da sua vibração e aí ele se torna um soldado que preza pelas lutas interiores e não externas. Mergulha em recônditos e lugares nunca antes revisitados pela nossa capacidade de se autocriticar buscando a luz dos aprimoramentos. Nessa posição, mais do que um soldado que como um aríete derruba portas de castelos e fortalezas, ele derrubará conceitos e informações que consideramos verdades absolutas.

Nesse campo ele se torna revelador de quem realmente somos, nossas dificuldades em nos envolver com a capacidade de nos autoavaliar vão ser definitivamente estimuladas neste ano novo astrológico de Marte. Com seu fogo primordial, ele vai nos clarear a consciência para que possamos nos enfrentar através do autoconhecimento. Não permitirá que o espírito humano descanse à sombra das acomodações, trafegue por lugares já conhecidos, revisitem a mesmice.

Com seu fogo que abre os horizontes das lutas e do avanço, Marte também clareia a estrada da autotransformação, da transmutação interna, não permite que se “durma no ponto”, perca-se o “bonde” ou o “trem da história”.

Ele nos acordará todos os dias nos aquecendo o coração, nos estimulando para que possamos dar o salto tão desejado em direção ao sucesso. Um sucesso que traz como base um novo conteúdo interno, fundamentado não somente em experiências do cotidiano, mas também em experiências que são frutos de uma melhor capacidade de autoanálise e autoconfiança, autoestima e força interior, renovação espiritual e regeneração física.

Viva Marte, viva a vida, viva 2019!

 

Áries – Marte influenciando o próprio signo que rege exaltará o combate por coisas novas. Deve combater os movimentos de marasmo e acomodação. Com ele influenciando seu próprio signo não existirá espaço para frases do tipo: “em time ganhando não se mexe”, muito pelo contrário, para Marte não importa os resultados e sim as lutas constantes.

Touro – Adquirir bens, ganhar dinheiro, produzir, nunca foi tão estimulante. Por ser inquieto e tempestivo, Marte influenciará esse signo de maneira forte e focada; a palavra desistir, acomodar-se, não estarão presentes no dicionário de Touro. Não se vai dar tempo para pastar de forma lenta e muito menos ruminar sobre o que se come.

Gêmeos – Sob a influência marciana, a mente humana tem oportunidade de ir longe, de estar ainda mais inquieta, de despertar ainda mais a capacidade de criar e saber articular palavras e ideias. Ideias e criações intelectuais novas serão a prioridade, ideias antigas serão arquivadas ou até queimadas pelo fogo ariano.  O passado é uma história que não mais se contará, Marte em 2019 adora uma novidade.

Câncer – No signo da família os conflitos serão direcionados ao aperfeiçoamento das gerações vindouras. Muito se fará de forma consciente e inconsciente para que o nosso DNA ancestral se aperfeiçoe ainda mais, mesmo que por intermédio de conflitos, de discussões, de lutas. Não importam os meios, mas aqui os resultados serão sempre satisfatórios. Em 2019, no seio familiar, não haverá espaço para a hipocrisia.

Leão – Autoestima, amor-próprio, não nascem do conhecimento ou de discurso ufanista. Sob influências de Marte eles serão impostos, com orgulho, honra e altivez. Marte não perde tempo querendo provar nada, ele simplesmente é. O “eu sou” nunca foi tão objetivo e concreto, o carisma brilhará não somente como uma paixão por si mesmo, mas como uma energia envolvente, cheia de coragem pessoal e lealdade ao outro.

Virgem – Trabalho, trabalho, trabalho. Muitos estímulos neste campo. Creio que começaremos a sair do vermelho. Marte beneficiará muito este signo com sua força de guerra e transformação. Vale ficar confiante aquele que estiver procurando o que fazer. E mesmo aquele que estiver acomodado vai sentir um forte calor nas entranhas para que saia do lugar-comum e visite outras paragens.

Libra – Ano de muitos encontros, de muitos parceiros, de muitas mudanças quando se trata de parcerias. É um ano de experimentar associações, sejam em que nível estiverem. Difícil manter apegos, difícil manter sócios, casamentos já em conflito. Marte influenciará o signo das parcerias de maneira tempestuosa, transformadora, inquietante. Melhor esperar mais um pouco antes de decidir sobre relacionamentos duradouros.

Escorpião – Aqui estará o X da questão. E quando pensarmos que ele se revelará, surpresa, ele se tornará ainda mais misterioso. Durante todo o ano de 2019, Escorpião, estimulado por Marte, ficará ainda mais inquieto, nos obrigando a tirar tudo aquilo que estava guardado, esquecido nas sombras da nossa própria escuridão para fora. Enfrentar-se é preciso. O bom dessa história é que faremos esse enfrentamento de forma inteligente e corajosa. Então se entregue e relaxe surfando nas transformações que vêm por aí.

Sagitário – Marte receberá o trono do seu regente Júpiter. Nesse signo, ele muda seu horizonte de conquistador para governador. Momentos profundos de reflexões sobre perdas e ganhos. Aquilo que nos deprecia, nos magoa, se tornará objeto de avaliação extremamente importante para criarmos a capacidade de compreender que no mundo os valores terão sempre dois pesos e duas medidas. Que não existem mocinhos e bandidos, que se não for “UM POR TODOS E TODOS POR UM”, fica difícil compreender as leis de ação e reação.

Capricórnio – As influências sobre Capricórnio estimularão muito a questão mais importante da vida, afinal, eu sirvo pra quê? Por que nasci? Qual o meu propósito? Marte não deve permitir adiamentos de projetos ou coisas por fazer. As questões que envolvem responsabilidade, ética, honestidade e missão serão prioridade em 2019. Se você está ainda perdido por não saber quem é ou que veio fazer nessa vida, corra atrás dessa informação, e se optar por não fazer nada, não se preocupe com isso pois Marte com sua espada flamejante vai te tirar desse lugar-comum.

Aquário – A tecnologia vai avançar ainda mais, as comunicações sensoriais também. Nem só de celular vive o homem, mas também das ondas que emanam da sua cabeça. Marte estimulará muito esse signo a criar teias e grupos que funcionam também num nível mental e espiritual. Se a Era de Aquário já deu impulsos significativos em todas as áreas de ciência e tecnologia, creio que agora se inicia uma nova revolução de contatos imediatos de sistema nervoso central. Em 2019 se deve obrigar a mente a ter pensamentos positivos sempre, pois as teias mentais também funcionam muito bem em padrões que consideramos negativos. “Orai e Vigiai” é o mantra.

Peixes – Em 2019 é preciso travar lutas espirituais, conquistar mais espaço interior. Para se enfrentar o mundo interno, mais do que coragem é preciso ter fé. Fé nos potenciais interiores, no desconhecido, nas forças que nos impulsionam em direção ao cumprimento das metas que traçamos antes mesmo de nascer. Fé que tudo que aparenta estar no caos, na