Metrô e corredor de ônibus são promessas para Raposo Tavares

Corredor de ônibus está previsto como compensação do bairro planejado Reserva Raposo e será construído pelo empreendedor até 2022. Já o Metrô ente Cotia e São Paulo vem sendo discutido desde 2015 e nova promessa é para 2026

839

Resolver o problema do caótico trânsito diário da Raposo Tavares é uma das principais promessas dos gestores públicos e o sonho dos motoristas. O atual governador João Dória (PSDB) ainda em campanha se comprometeu em fazer estudos.  O seu colega de partido, Deputado cotiano Márcio Camargo criou até  a Frente em Defesa da Raposo Tavares, na Assembleia Legislativa de São Paulo mas os resultados ainda estão muito aquém do desejado.

Agora, novas  e velhas propostas voltam  rodear o imaginário dos usuários da rodovia que  corta a cidade de Cotia e ser tornou uma grande avenida.

O mais recente projeto foi apresentado no último dia 10  pela prefeitura de São Paulo. Um estudo de viabilidade de criação de um terminal e corredor de ônibus a partir do km 18,5. O projeto faz parte de compensação exigida pela Prefeitura de São Paulo ao grupo Rezek, responsável pela implantação do mega condomínio/bairro planejado  Reserva Raposo, na divisa entre São Paulo e Osasco.

O novo bairro, voltado para pessoas de baixa renda, ocupa uma área de 450 mil metros quadrados e deve ter 119 prédios para abrigar cerca de 60 mil pessoas. A estimativa é que 55% dos moradores utilizem ônibus para se locomoverem e neste caso, os que temiam pelo aumento do fluxo de veículos na Raposo,  podem respirar um pouco mais aliviados.

Imagem ilustrativa do futuro terminal divulgada pelo empreendimento REserva Raposo

De acordo com o estudo, o terminal terá cinco plataformas de embarque e desembarque. Terá um acesso exclusivo  pelo condomínio e outro pela Raposo Tavares. Microônibus e  “Micrões”  irão transportar os moradores até o terminal, de onde sairão linhas com interligação à linha amarela do Metrô (Butantã e Morumbi) e também para os terminais de ônibus Princesa Isabel (centro), Lapa, estação Leopoldina da CPTM e Pinheiros. A estimativa é que cerca de 50 mil pessoas utilizem o sistema, incluindo moradores do novo condomínio e usuários da região.  O novo terminal também será opção para os moradores de Cotia e Vargem Grande Paulista que se deslocam para São Paulo diariamente.

Linhas de ônibus previstas para o novo terminal (Divugação)

A previsão é que o terminal fique pronto em 2022.

Para um futuro mais distante, 2026, o sonho do Metrô ligando Cotia a linha Amarela pode se tornar realidade  com a Linha 22 Bordô. O assunto e a esperança de dias melhores para a Raposo é tratado desde 2015. Desta vez quem trouxe o tema de volta foi o próprio presidente do Metrô, Paulo Menezes durante encontro na Associação de Engenheiros e Arquitetos do Metrô.

O projeto inicialmente monotrilho passando sobre a Raposo Tavares, prevê 20 estações partindo da região central de Cotia com paradas na Estrada do Embu, Granja Viana (altura do km 25), Estrada da Aldeia,  Jardim Santa Maria, Cohab Raposo Tavares, Jardim Boa Vista, Educandário, Jardim Bonfiglioli, Parque Previdência até se conectar com a linha Amarela, no Butantã.

(Por Sonia Marques)