Mutirão retira mais de 4 toneladas de lixo das rodovias Raposo e Castelo

A ação integra o Programa Estadual de Combate à Dengue, que terá atuação coordenada pela Artesp (Agência Reguladora de Transporte do Estado de São Paulo) em 8,4 mil quilômetros de rodovias paulistas

314

As rodovias Castelo Branco e Raposo Tavares foram um dos alvos de mutirão de limpeza para eliminar focos do mosquito Aedes aegypti, o transmissor da dengue. Segundo a concessionária CCR Viaoeste, foram retiradas, durante a ação, 4,2 toneladas de lixo das estradas. O mutirão aconteceu no último dia 13 e envolveu retirada de lixo nos 8,4 mil quilômetros das rodovias paulistas.

Esses detritos podem acumular água, que é usada pelo mosquito para se reproduzir. O Aedes aegypti também transmite a zika, a chikungunya e a febre amarela.

Durante o dia, também foram distribuídos 13 mil folhetos com orientações preventivas nas praças de pedágio. No caso do sistema Castelo/Raposo, a concessionária explica que equipes já realizam o trabalho de limpeza e conservação diariamente, mas o foco da ação foi buscar e eliminar resíduos que pudesse se tornar criadouros dos mosquitos, como pneus, copos plásticos, garrafas, entre outros.

A ação integra o Programa Estadual de Combate à Dengue, que terá atuação coordenada pela Artesp (Agência Reguladora de Transporte do Estado de São Paulo).