Câmara aprova proibição de canudos plásticos em Barueri

Projeto aprovado permite a distribuição somente de canudos feitos de materiais comestível ou biodegradável, desde que embalados individualmente por algum tipo de composto que também não agrida o meio ambiente. A matéria agora segue para o Poder Executivo para sanção

272

Bares, restaurantes, padarias, casas noturnas, hotéis e demais estabelecimentos comerciais serão proibidos de fornecer canudos plásticos em Barueri. Isso é o que determina o Projeto de Lei 006/2019, aprovado por unanimidade pelo plenário da Câmara Municipal na sessão de terça-feira (12). A matéria agora segue para o Poder Executivo para sanção.

O texto, de autoria do vereador Reinaldo Campos (Pode), permite a distribuição somente de canudos feitos de materiais comestível ou biodegradável, desde que embalados individualmente por algum tipo de composto que também não agrida o meio ambiente. Os estabelecimentos comerciais terão um ano para se adequarem, a partir da publicação da lei.

A multa para quem descumprir a regra é de 50 Ufib (Unidade Fiscal de Barueri), o que corresponde atualmente a R$ 1.798, podendo dobrar em caso de reincidência. De acordo com o projeto, o valor arrecadado com as multas será destinado a programas ambientais do município.

Ao defender a aprovação do projeto em plenário, Reinaldo Campos lembrou os danos causados pelo canudo no meio ambiente, já que o plástico leva até mil anos para se decompor.

“Quando paramos para pensar, percebemos que o canudo plástico envolve uma enorme cadeia produtiva e consome matéria prima da natureza para fazer algo que será usado por pouco tempo antes de virar lixo”, ressaltou o parlamentar.

“Há muitas alternativas, como os canudos feitos de material menos poluentes e até mesmo os de aço inox, que a pessoa pode carregar na bolsa e usar sempre que precisar”, lembrou Reinaldo Campos.