Governo de SP lança aplicativo para ajudar mulheres vítimas de violência

Chamado de SOS Mulher, a ferramenta permite que as vítimas peçam ajuda apertando apenas um botão. A medida, segundo o governo, visa agilizar e priorizar o atendimento destas pessoas, deslocando as equipes da Polícia Militar mais próximas ao local da ocorrência

417

O governo de São Paulo lançou um aplicativo para que mulheres vítimas de violência doméstica e que estejam sob medida protetiva – ordem judicial que proíbe a aproximação do agressor – possam pedir socorro quando estiverem em situação de risco. Chamado de SOS Mulher, a ferramenta permite que as vítimas peçam ajuda apertando apenas um botão.

A medida, segundo o governo, visa agilizar e priorizar o atendimento destas pessoas, deslocando as equipes da Polícia Militar mais próximas ao local da ocorrência.

Para usar o aplicativo, basta baixá-lo por meio das lojas virtuais Google Play e App Store. A partir do dia 1º de abril, após a confirmação positiva da ferramenta, o serviço poderá ser utilizado.

“As viaturas que estão a 4 km podem ser acionadas. Assim que acionou, cai no despachador, que é aquele policial que já aciona diretamente a viatura”, afirmou o comandante da Polícia Militar, Marcelo Vieira Salles.

O botão “peça socorro” do SOS Mulher é destinado apenas às mulheres e também aos homens e crianças que possuem a restrição expedida pelo órgão. Atualmente, mais de 70 mil pessoas estão aptas a utilizar o serviço.