Escultura que representava mulher nordestina é vandalizada em Embu das Artes

A obra Serafina Nordestina, da artista plástica Helaine Malca, foi encontrada quebrada no chão por alguns moradores da região. Em nota, a Prefeitura de Embu das Artes disse à Circuito que a GCM emitiu um Boletim de Ocorrência, mas que não há, até o momento, nenhuma pista e nem imagens de quem possa ter cometido o delito

315
Foto: Reprodução / Instagram

Uma escultura, representando a mulher nordestina, que estava exposta na Praça das Artes, em Embu, foi vandalizada na madrugada deste domingo (14). A obra Serafina Nordestina, da artista plástica Helaine Malca, foi encontrada quebrada no chão por alguns moradores da região.

A obra fazia parte da exposição ‘Esculturas na Praça’, que começou em junho e vai até o dia 11 de agosto.

A artista plástica Helaine Malca, fazendo os últimos reparos na obra que foi vandalizada neste final de semana. Foto: Arquivo Pessoal

Segundo o portal Embu das Artes.Net, a escultura estava próxima da base da Polícia Militar. A informação, de acordo com o site, é que durante a madrugada apenas um policial estava na base. Após ter ouvido o barulho, a PM solicitou apoio da Guarda Civil Metropolitana para checar o vandalismo, mas só foi atendida por volta das 4h.

“Hoje, ao chegar na praça e me deparar com a obra aos cacos no chão, me deixou muito mexida e triste. Toda arte é alma, tempo e um pedacinho do artista”, lamentou uma moradora de Embu, no Facebook.

A Circuito tentou fazer contato com Helaine Malca, autora da obra, mas não teve retorno. Procurada, a Secretaria de Turismo de Embu das Artes disse que um Boletim de Ocorrência foi emitido pela GCM, “mas ainda não há nenhuma pista e nem imagens de quem possa ter cometido o delito”.

Como medida de segurança e preservação das demais esculturas, a pasta informou que determinou a vigilância de 24 horas por dia da praça até o encerramento da exposição que ocorrerá no mês de agosto. A secretaria disse ainda que a obra está sendo restaurada pela artista.

OUTRO CASO

Mas não é a primeira vez que isso acontece em Embu das Artes. Há pouco mais de duas semanas, ainda segundo o Embu das Artes.Net, a obra Tributo aos Orixás, que continha várias miniaturas, foi parcialmente roubada.

Autor da obra, o artista Marcos Roberto a retirou para reparos. A comissão da exposição emitiu uma nota oficial, dizendo que se sentiram ‘violentados com esta agressão’. “Pedimos a todos que dividam conosco e com o policiamento a responsabilidade de cuidar da praça, das esculturas e da limpeza”, manifestou.

As obras estão expostas na Praça das Artes, no Largo 21 de Abril, s/n, no centro de Embu. São mais de 50 obras de 50 artistas de diferentes modalidades e técnicas, trazendo materiais como rocha granítica, mármore, metal, argila, dentre outros.

Por José Rossi Neto

Com informações do Embu das Artes.Net