Polícia prende casal por manter bolivianos em condições de escravidão em Osasco

Os policiais receberam informações privilegiadas de que as vítimas estariam sendo submetidas a uma jornada exaustiva de trabalho, que eram superiores a 80 horas semanais. Além disso, eles não tinham folga e ganhavam menos que um salário mínimo

249
Imagem ilustrativa. Foto: Divulgação / Repórter Brasil

Em Osasco, um casal foi preso pela Polícia Civil na segunda-feira (5) por manter trabalhadores bolivianos em condições análogas à escravidão. Os imigrantes, entre eles duas crianças de 5 e 9 anos, trabalhavam em uma oficina de costura que funcionava clandestinamente nos fundos da casa dos acusados, no bairro do Helena Maria, na Zona Norte da cidade.

Segundo reportagem do portal R7, os policiais receberam informações privilegiadas de que as vítimas estariam sendo submetidas a uma jornada exaustiva de trabalho, que eram superiores a 80 horas semanais. Além disso, eles não tinham folga e ganhavam menos que um salário mínimo.

Ainda de acordo com o R7, os bolivianos foram trazidos do seu país com promessas de ganhos altos e ao chegarem ganhavam muito menos do que foi prometido e ficaram à mercê do empregador por não possuírem familiares ou conhecidos no Brasil.

A polícia segue investigando o caso e suspeita que o casal faça parte de um esquema que traz trabalhadores bolivianos para trabalhar em oficinas clandestinas com a falsa promessa de um emprego regularizado.

Da Redação

(com informações do R7 e do Web Diário)