Uma festa na despedida de Wilson Rocha marcou os 17 anos em que o jornalista trabalhou na Câmara Municipal de Cotia como responsável pela assessoria de imprensa da Casa Legislativa.

Além de comunicador, Wilson tem uma trajetória muito extensa na arte. Aliás, sua grande paixão sempre foi – e ainda é – a música e o teatro.

Foi na faculdade Casper Líbero, onde se formou, que ele teve contato com o Língua de Trapo, grupo musical conhecido por suas letras irônicas, críticas, com temas humanistas e libertários.

Wilson atuou no espetáculo Vereda da Salvação, de Jorge Andrade e direção de Antunes Filho, e a Revolta da Chibata, de César Vieira. Participou também de exposições de artes plásticas em Cotia, São Roque e São Paulo.

Em entrevista à Circuito, Wilson contou toda sua trajetória no mundo da arte, seus primeiros contatos com a música e o teatro, sua participação no Caps de Cotia e também das amizades que fez durante quase duas décadas em que trabalhou na câmara.

“Aos colegas de trabalho aqui da câmara, eu quero deixar um abraço, não vou citar nome porque são vários. Eu saio daqui muito feliz, com a sensação de dever cumprido e agradecido por essas pessoas que eu conheci aqui”, disse.

Confira a entrevista no vídeo abaixo

 

 

Por José Rossi Neto