O mês de setembro é marcado pelo início da Primavera, a estação das Flores. E não poderia ter oportunidade melhor para refazermos esta pauta e revistarmos o grupo de 18 senhoras da Granja Viana que há pelo menos 30 anos se dedicam às flores.
Estamos falando do Grupo Melissa, da Granja Viana, que juntamente com o Ipê, Bugavile e Ever Green pertecem ao São Paulo Garden Club, que existe desde 1939 com o propósito de compartilhar e incentivar o interesse em horticultura, design floral além do interesse ambiental e no caso do grupo da Ganja, Educacional.
Presidido por Tatiana De Skalon o grupo é praticamente uma confraria, com regras rígidas para entrar e compromissos a cumprir. Se reúnem religiosamente uma vez por mês,  com rodizio de anfitriãs. Também participam de eventos, excursões e outras atividades, a temática, flores, claro.
“Cada encontro tem um tema”, explicou a presidente granjeira,  e este do qual participamos foi “Verde e Amarelo” e neste caso, cada participante teve como desafio levar uma planta do seu jardim nessas cores para então montar seu arranjo e no final, um seriam escolhidas as campeãs do mês em duas categorias: Green thumb (dedo verde), que é a melhor planta do seu jardim e  o arranjo temático.
Enquanto produzem seus arranjos, além de falarem com nossa reportagem para contar como funciona o grupo, elas conversam, claro sobre flores.  Trocam experiências, falam de adubos, formas de cultivo, novidades. Planejam  eventos, lugares a visitar como por exemplo,  a Exposição de Plantas e Arranjos Florais “Passado, Presente e Futuro” que acontece nos próximos dias 28 e 29, no Centro Brasileiro Britânico (veja detalhes, abaixo).
FAz parte do “ritual”  além de compartilharem conhecimentos e dicas,  o almoço e claro, não precisamos dizer qual foi o assunto da mesa.
Cleonice Tarantino Pinto compartilhou com as demais o que aprendeu sobre as orquídeas e alertou que não é correto por exemplo, mantê-las dentro de casa, nem mesmo aquela que você ganhou com todo carinho de presente no dia das mães ou no aniversário, “ela vai ressentir”.
Podar as raízes das orquídeas  foi outra descoberta que Cleonice compartilhou com as amigas. Além de dicas de cultivo e tratamento de doenças da planta, ela alertou que na hora da rega não adianta usar o famoso borrifador, “ele serve no máximo para dar um refresco na planta quando estiver muito calor”. A melhor opção para manter a planta hidratada é colocando água em abundância, seja via torneira ou ainda emergindo na água.
O Garden Club
“A regra é clara”, para fazer parte do Garden Club além de gostar de flores,  a interessada deve participar de no mínimo quatro reuniões que acontecem na Catedral Anglicana de São Paulo, na Zona Zul, região de Santo Amaro, para conhecer mais sobre o clube.
Só a partir do segundo ano, então, a nova sócia passará a participar das reuniões de um dos quatro grupos. Mas também há quatro reuniões gerais trimestrais,  chamadas de  General Meetings, que são oportunidades em que as sócias de todos os grupos podem reunir-se de uma só vez.
As sócias recebem carteirinhas, apostilas sobre a história do clube, guia com regras de montagens de arranjos florais, botton e têm acesso a biblioteca com livros e outras publicações sobre jardinagem e design floral.
Agenda para os apaixonados por flores
No dia 28 de setembro,  às 10h30, acontece a inauguração da 80ª Exposição de Plantas e Arranjos Florais, organizada pelo São Paulo Garden Club, com o tema “Passado, Presente e Futuro”. Conhecida por seu fiel público como The Flower Show, a mostra marca primaveras desde 1939 com exposições de horticultura, design de arte floral e competição de arranjos florais. Neste dia, também será lançado o calendário do jardim 2020, com P.A.N.C – Plantas
Alimentícias Não Convencionais, suas receitas e curiosidades.
Serviço
80ª Exposição de Plantas e Arranjos Florais “Passado, Presente e Futuro”
Dias 28 e 29 de setembro, das 10h às 17h (no sábado, até às 18h30)
Centro Brasileiro Britânico – Rua Ferreira de Araújo,741 – Pinheiros
Gratuito