Depois de um estudo realizado na semana passada pela Secretaria de Transportes e Trânsito, a Prefeitura de Cotia deu início à implantação de uma rotatória no cruzamento da avenida São Camilo com a rua José Felix de Oliveira.

Foto: Juliana Martins Machado

Nas redes sociais, a polêmica tomou conta. “Quantos ‘inteligentes’ foram necessários para colocar essa rotatória? Onde eles moram e quantas vezes por dia passam por lá?”, questionou uma moradora. “Meu Deus! Eles fazem um teste, percebem que vira um terror e ainda assim implementam”, comentou outra e por aí a discussão se estendeu nos grupos de moradores. Enquanto uns diziam que a falta foi de “cálculo” e “bom senso”, houve quem defendeu: “eu achei a ideia boa, qual seria outra alternativa? Manter do jeito que estava era acidente na certa, eu aliás já presenciei… semáforo é um caos total! Achei essa alternativa muito boa”. Outro morador pontuou que “em Portugal, a cada 500 metros tem uma rotatória, praticamente. E ajuda muito, o trânsito flui. É questão de se acostumar”.
Foto: Juliana Martins Machado

A própria Prefeitura se defendeu, em nota enviada à nossa redação: “o dispositivo se mostrou viável na organização viária do local”. Apesar de muitos questionamentos quanto ao cálculo feito para a implantação da rotatória que inviabilizaria o tráfego de caminhões e ônibus, o departamento de trânsito alega que a dimensão está satisfatória tanto para o fluxo de veículos pequenos como para caminhões e ônibus.
Na manhã de 18 de outubro, estivemos no local para conferir: houve melhora, ou não, no tráfego? Veja o vídeo e tire suas próprias conclusões.

Esta alternativa não será definitiva. Quando da execução do Plano de Mobilidade Urbana, a atual rotatória será reformulada, pois está prevista a abertura de uma via no local.
 
Por Juliana Martins Machado