Em parceria com Prefeitura, iniciativa da APAE promove inclusão no mercado de trabalho

Os novos trabalhadores participaram do projeto por pelo menos seis meses. Durante este período, tiveram acompanhamento integral, ocasião em que foram identificadas e fortalecidas suas habilidades, melhoradas as suas potencialidades e, por fim, encaminhados para o mercado de trabalho.

303

Oito pessoas com deficiência intelectual, atendidas pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Cotia, acabam de ser incorporadas ao mercado de trabalho. Elas fazem parte do projeto “Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos” implantado pela Associação em parceria com a Prefeitura de Cotia, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, que ajuda a custear o projeto. A iniciativa conta com equipe multidisciplinar composta por psicólogo, neurologista, preparador físico, pedagogo, assistentes sociais, instrutores de gastronomia, confeitaria e até informática.

Os novos trabalhadores participaram do projeto por pelo menos seis meses. Durante este período, tiveram acompanhamento integral, ocasião em que foram identificadas e fortalecidas suas habilidades, melhoradas as suas potencialidades e, por fim, encaminhados para o mercado de trabalho. “A cada seis meses, mais ou menos, o projeto consegue encaminhar um grupo para o mercado de trabalho. No local de trabalho, fazemos visitas, conscientização com os demais funcionários, promovemos café da manhã sensorial, palestras para garantir a inclusão de fato”, disse Paulo Generoso, presidente da APAE.

Generoso destacou a importância da participação da Prefeitura no projeto. “Todos saem ganhando: o atendido em si, que prova que é capaz, que tem habilidade e pode contribuir com a sociedade, o mercado de trabalho, que cumpre o seu papel social e ganha um colaborador preparado e o poder público, pois tira esta pessoa do mero assistencialismo”, destacou.

Já estão trabalhando no Supermercado Serrano: Daniela O. dos Santos, 27, Matheus A. dos Santos, 19, Henrique P. da Silva, 20, Ariane F. de Souza, 32, Raimundo M. da Silva, 20 e Viviane da S. Souza, 26. Na empresa Rommanel começaram a trabalhar Michele da H. Santos, 20 e Leonardo da S. Neves, 21.

“A Prefeitura acredita e apoia o trabalho da APAE, pois ela é uma associação focada na promoção da inclusão e que valoriza o potencial de cada atendido”, disse o prefeito Rogério Franco. A Secretária de Desenvolvimento Social, Mara Franco, endossou as palavras do prefeito e falou da alegria de receber a notícia. “A APAE é responsável por muitas conquistas e avanços na vida das pessoas que passam por lá. Recebemos com muita alegria a notícia de que mais pessoas estão trabalhando e que elas passaram pelo projeto de Convivência apoiado pelo poder público”, destacou.