Equilíbrio entre hard skills e soft skills

Dicas da Cruzando Histórias.

271

Mesmo se você não é um profissional de TI, você provavelmente já lida com algum tipo de automação ou inteligência artificial no seu dia a dia. Não acreditamos na substituição do trabalho por sistemas automatizados, e sim na convivência dessas duas frentes, o que exige dos profissionais equilíbrio entre hard skills (habilidades técnicas) e soft skills (habilidades comportamentais) para aproveitar o melhor que a tecnologia pode oferecer:

Adaptabilidade e criatividade
Com o mercado em constante e rápida renovação, não dá mais para apostar em processos engessados e ultrapassados, e sim deixar de lado a resistência, se movimentar, aprender coisas novas e conectar-se com pessoas de outras áreas.

Curiosidade e paixão pelo digital
Saber mais sobre o mundo digital é interessante não só para quem é de tecnologia, mas justamente para quem não é porém quer saber como desenvolver soluções criativas, integradas, rápidas e seguras.

Conhecimentos em análise de dados
A evolução do big data transformou a maneira como as organizações coletam, usam e armazenam dados. Saber interpretar dados digitais e transformá-los em soluções integradas, criativas e rápidas é uma competência fundamental para se destacar em qualquer área.

Visão global e networking
Nutrir bons relacionamentos (on e offline) e ter a habilidade de interagir com outras culturas é fundamental para desenvolver uma visão global e ampliar seus horizontes. Por conta disso, a fluência em outros idiomas como inglês ou espanhol é um grande diferencial, até mesmo para ter acesso à quantidade de informação e conhecimento disponível em outras línguas.

 

Por Bia Marques Diniz, curadora do Conexão & Emprego