Papo com recrutadora da CenturyLink

“Papo com Recrutador”, neste mês, é com Cibele Giarrante, diretora sênior de recursos humanos na CenturyLink.

367

Formada em economia, especialista em planejamento estratégico e máster em gestão de negócios, Cibele Giarrante está há oito anos como colaboradora da CenturyLink, empresa líder em tecnologia que fornece soluções de rede híbrida, conectividade na nuvem e segurança para clientes ao redor do mundo.

 

Muito se fala sobre os “robôs tomarem o lugar dos humanos no trabalho”. Você trabalha numa empresa de tecnologia, qual o ponto positivo por trás dessa afirmação?

Muitos processos vêm sendo automatizados há décadas. Hoje todos os setores da economia contam com algum tipo de automação e inteligência artificial; o próprio comportamento do consumidor também requer mais velocidade, precisão, rastreamento e automatização.

Redes sociais, lojas e serviços online contam com serviços que analisam as preferências do consumidor para sugerir produtos e aumentar as chances daquele cliente não deixar o site sem finalizar uma compra.

Particularmente, não acredito na substituição do trabalho humano, mas sim que as novas modalidades de trabalho requerem mais conhecimentos técnicos, domínio de idiomas, visão global e principalmente competências comportamentais como capacidade de adaptação, senso crítico, inteligência emocional, empatia etc.

Ao longo da história, a evolução tecnológica sempre acompanhou a evolução da qualidade de vida do ser humano. Mesmo com as desigualdades, o cidadão médio de hoje vive em condições de conforto e saúde melhores que os mais ricos na Idade Média. Ao longo da história também se observa que sempre que um fator tecnológico disruptivo se apresentava, havia um movimento da sociedade de questionamento e resistência. Por exemplo, com a introdução das vacinas ou com a chegada dos computadores (que também iriam retirar o emprego de muitas pessoas). Ou seja, as transformações atuais de alguma forma serão aproveitadas por seus benefícios pelas gerações futuras.

Acredito que a tecnologia está transformando a nossa sociedade. Podemos conhecer muitos lugares, assuntos, pessoas… com um clique, e é muito fácil ver como as crianças já “nascem” digitais. Estas crianças não vão sentir a “pressão” de perder seu lugar para os robôs… ao contrário, elas já crescem convivendo e aproveitando estes robôs de forma natural.

 

Qual o caminho para quem quer migrar para a área de tecnologia?

Acho que o primeiro passo para quem quer trabalhar com tecnologia é estar antenado às novidades. Estas informações nem sempre estão disponíveis facilmente, então os profissionais que se destacam são aqueles que conseguem ler cenários, se antecipar e se preparar para o que está surgindo.

O mercado de tecnologia é muito veloz e requer do profissional que não se “apegue” a processos ou modelos que ficam obsoletos rapidamente. É necessário ser mais ágil e quando algo dá errado, temos que, com isso, reorganizar a rota e seguir em frente sem perder o ritmo.

Equipe de Recursos Humanos da CenturyLink

Como é feito o processo de recrutamento da CenturyLink? Quais canais vocês utilizam e qual o perfil de colaborador que procuram?

Buscamos muitos profissionais nas redes sociais, fóruns de tecnologia e também por meio de indicação dos nossos próprios colaboradores. Temos uma política interna que valoriza muito a indicação de um candidato, esta prática estimula e remunera nossos colaboradores a ter um bom networking.

Procuramos profissionais que tenham nossos princípios (integridade, respeito, atitude positiva), que contam experiências que mostram suas competências comportamentais e que tenham conhecimentos técnicos necessários para a posição.

 

Emprego ou trabalho, como você acredita que as pessoas devam olhar para o mercado?

Acredito muito que as pessoas têm que ser felizes no que fazem, fazendo o que for ou onde for. Hoje se fala muito em propósito, mas para a maior parte das pessoas é muito difícil conhecer seu próprio propósito e ainda alinhá-lo com o propósito da companhia. Então acho que uma forma fácil de traduzir isso é levantando da cama todos os dias animado para o que vai acontecer… se você não tem esse ânimo, está no local errado ou fazendo o trabalho errado.

Na Centurylink, valorizamos muito o ambiente de trabalho, exatamente para que o nosso colaborador se sinta bem aqui. Nossos programas de desenvolvimento também têm grande contexto de competências comportamentais, a forma como encaramos os desafios e gerenciamos nossa vida e nossas escolhas.

Estamos na vida de passagem e passamos a maior parte dela no trabalho, então precisamos fazer escolhas conscientes tanto na vida pessoal quanto na profissional.

 

*

Por meio de sua extensa rede global de fibra, a CenturyLink fornece serviços seguros e confiáveis para atender às demandas digitais crescentes de empresas e consumidores. A CenturyLink se esforça para ser a conexão confiável para o mundo em rede e está focada em fornecer tecnologia que aprimore a experiência do cliente.

 

Por Bia Marques Diniz, curadora do Conexão & Emprego