CCR ViaOeste promove campanha sobre riscos de dirigir com sono

Ação foi realizada no km 74 da rodovia Castello Branco, em Itu, no início das manhãs, para alertar os caminhoneiros

Para alertar os profissionais do transporte sobre o risco de dirigir durante longas jornadas, especialmente à noite, a CCR ViaOeste  promoveu nos dias 16, 17 e 18 de junho a Campanha Acorda Caminhoneiro. A ação foi realizada das 4 às 7 horas no Posto Geral de Fiscalização, localizado no km 74 da rodovia Castello Branco, em Itu.

Os profissionais da concessionária promoveram abordagens e distribuiram folhetos com orientações para sensibilizar os motoristas de caminhão, além de um frasco de álcool gel. O coordenador de tráfego da CCR ViaOeste, Alessandro Pereira, destaca que o cansaço e o sono podem influenciar consideravelmente na capacidade de concentração no trânsito, o que potencializa as chances de ocorrer graves acidentes com os caminhões nas rodovias.

“Estamos realizando essas iniciativas na madrugada e início da manhã com foco em reforçar entre os caminhoneiros a importância do descanso e de pausas durante a jornada”, explica Pereira. “Ao perceber os sinais de cansaço e sono, o motorista deve parar o mais breve possível em um posto de serviço”, enfatiza.

A CCR ViaOeste disponibiliza aos caminhoneiros uma área de descanso localizada no km 57 da rodovia Castello Branco, em São Roque, com acesso gratuito. Além de segurança 24 horas para o estacionamento dos veículos, os motoristas contam com chuveiros e sanitários higienizados constantemente.

No local também está instalada a base do Programa Estrada para a Saúde, na qual são oferecidos exames, como teste de glicemia, aferição de pressão arterial, acuidade visual, bem como atendimento odontológico. Outro serviço disponibilizado é o corte de cabelo. Todos esses recursos do Estrada para a Saúde são totalmente gratuitos e podem ser usufruídos pelos motoristas de segunda à sexta-feira, das 8 às 17 horas.

Há também pontos de parada nas Casas do Usuário da CCR ViaOeste instaladas na Rodovia Castello Branco, Rodovia Raposo Tavares e Rodovia José Ermírio de Moraes (SP-075), conhecida como Castelinho.

Artigo anteriorDepois do grande sucesso na cidade, Jurassic Safari Experience volta a São Paulo para curta temporada
Próximo artigoMaestro João Carlos Martins celebra 80 anos e ganha exposição em SP