Nos últimos meses, houve um aumento nos episódios de roubos e sequestros-relâmpago
na região – e essa onda de crimes não tem hora para acontecer. Cotia registrou, no levantamento feito em agosto, um aumento de 15% em roubos e pouco mais de 30% em furtos, se comparados com os dados do mês de julho. Em setembro, os números continuaram crescendo. Episódios de assaltos à luz do dia na Avenida São Camilo e na
Estrada do Embu, além das Estradas Fernando Nobre e Capuava, viralizaram nas
redes sociais e assustaram os moradores.

Em entrevista à nossa equipe, o Secretário de Segurança Pública de Cotia, Almir Rodrigues, atribui o crescimento às facilidades trazidas por meio do sistema PIX. “Os meliantes sempre estiveram nas ruas, mas se limitavam a saidinhas de banco e sequestros-relâmpago. Hoje, com o PIX, uma ação deles chega a 20 ou 30 mil reais”, justificou.

Entre as ações que serão implementadas pela Prefeitura de Cotia para reforçar a segurança e inibir esses crimes, está a instalação de sete novos totens de videomonitoramento, sendo quatro deles na região da Granja Viana. Os equipamentos contam com um conjunto de câmeras 360 graus e uma câmera ‘speed dome’ que capta imagens a longa distância, além de um botão de emergência para comunicação direta com a Guarda Civil. “As imagens dos totens são acompanhadas pela Central de Comunicação (Cecom) da Guarda Civil Municipal 24 horas por dia e armazenadas por 30 dias. Elas ficam à disposição das investigações da Polícia Civil, em ocorrências da GCM, auxiliam os munícipes com informações cotidianas, prestam os primeiros socorros diante de alguma situação e inibem a ação de bandidos. Inclusive, vale ressaltar que a instalação de totens é a principal solicitação nas reuniões nos bairros”, explicou Almir.

Estatísticas: desde que os totens foram instalados em 2018, ,ais de 1000 ocorrências foram registradas, com atendimento imediato de viaturas e tempo de resposta menor que 5 minutos.

Outro sistema que deve ser adotado em breve são as Câmeras OCR. “É importante entender que a instalação dos totens e o rastreamento das viaturas são processos
intermediários de um projeto mais completo que integra a muralha eletrônica, com a
instalação das câmeras OCRs [reconhecimento óptico de caracteres] com leitura de
placa que, ao longo do tempo, acontecerá em toda a cidade, e a instalação de câmeras
de monitoramento por todo o município”, completou o secretário.

Na pauta, há ainda o projeto Câmera Cidadã – em que o munícipe libera as imagens das câmeras voltadas para os locais públicos – e a criação de um grupo de trabalho
para formulação da política municipal de segurança pública por meio de parceria ou
convênio com outros órgãos de segurança pública do Estado ou Governo Federal. E,
claro, aumento do efetivo da Guarda Municipal em, pelo menos, mais 150 agentes.

Abaixo-assinado
Devido ao alto índice de sequestros e assaltos na região, moradores estão recolhendo assinaturas em um abaixo-assinado virtual, reivindicando por uma maior segurança. A meta é arrecadar 7500 assinaturas e, até o fechamento desta edição, foram registradas pouco mais de 6400. Clique aqui para assinar!

Por Juliana Martins Machado

Artigo anteriorA moda e os desafios do envelhecimento
Próximo artigoMúsico granjeiro ajuda causa animal com música