Chega a primavera e com ela as alergias

Médico informa os sintomas e fala como tratar

No último dia 22 de setembro às 16h21 iniciou-se a estação mais florida do ano. A primavera é muito conhecida por sua beleza com o aparecimento de diversas flores, porém é uma temporada que requer cuidados extras para os alérgicos. As crises alérgicas que ocorrem neste período é por causa das diferenças climáticas que ocorrem entre o inverno e a primavera. O alergista e pneumologista da Clínica Alergo Ar, dr José Roberto Zimmermann explica porquê acontece um aumento das crises alérgicas e como evitá-las.

“Tradicionalmente é uma época de polinização atingindo os alérgicos com o pólen das flores. A alergia mais frequente é a rinite alérgica desencadeada a por inalação de poeira, mofo e irritantes como a poluição do ar”, esclare o alergista.

O Dr José Roberto explica os sintomas mais comuns nestes casos são: nos pulmões – chiado e falta de ar, no nariz – obstrução nasal, corisa e espirros, na pele – urticária, vermelhidão e prurido. Quem já tem rinite alérgica e asma é importante evitar poeira, detergentes, fumaças e mofo. Já nas alergias cutâneas evite usar cosméticos, use luvas, cremes e pomadas anti-inflamatórias.

“Após contato com alergenos use anti-histamínico, corticoides, descongestionantes, pomadas e cremes típicos conforme o localidade alergia” explica o médico.

Artigo anterior“Construindo Futuro de Paz” dará o tom à 4ª Caminhada da Cultura de Paz de Cotia
Próximo artigoParque da Aldeia de Carapicuiba será revitalizado