Conheça a história de Nossa Senhora do Monte Serrate

Santa de origem espanhola é padroeira de Cotia. A igreja matriz completa hoje 305 anos de existência, no centro de Cotia

Apesar de hoje ser sábado, é feriado em Cotia. E você sabe por quê?  Hoje é dia de Nossa Senhora do Monte Serrate, padroeira da cidade. A santa espanhola, também é padroeira da cidade de Santos.

Sua história em Cotia se confunde com a história da  própria cidade uma vez que Cotia se desenvolveu ao redor da igreja. A primeira capela foi instalada na região da atual Estrada Fernando Nobre em 1684, e em 1713 foi transferida para o local onde está hoje, no centro da cidade, onde está também a sede da Paróquia da igreja católica que leva o nome da Santa, cuja igreja completa 305 anos.

Seu nome , Nossa Senhora de Monte Serrate faz alusão ao local onde está situado o primeiro santuário dedicado à Santa. De acordo com a história da padroeira, a imagem foi levada à Barcelona nos primeiros tempos do cristianismo e ali venerada pela população, porém, no tempo em que havia invasões nas cidades, os fiéis esconderam a imagem para que não fosse destruída pelos sarracenos (denominação dada pelos cristãos da época medieval aos muçulmanos).

Quase dois séculos depois, a imagem foi encontrada e tentaram levá-la em romaria à cidade de Manresa na Espanha, mas não foi possível, pois em certo ponto as pessoas não conseguiam mais transportá-la, como se fosse sua vontade continuar no local, então a imagem ficou em uma capela da aldeia, onde a Virgem de Monte Serrate começou a realizar curas.

A fama do santuário correu por toda a Espanha. Os frades de São Bento tornaram-se guardiões do culto e trouxeram a devoção ao Brasil.

Nossa Senhora de Monte Serrat em Cotia

A primeira capela da cidade foi construída em 1684; localizava-se onde é atualmente a Estrada Fernando Nobre e lá havia a imagem da padroeira. Como a capela não era cuidada, o bispo do Rio de Janeiro, D. Alencar, ordenou que a derrubassem, e que seus pertences fossem levados para a então Vila de Itu (hoje cidade).

Anos mais tarde o coronel Estevão Lopes de Camargo doou terras que possuía onde atualmente é o centro de Cotia e construiu uma capela. A capela foi inaugurada em 8 de setembro de 1713, com a entrada solene da padroeira no altar mor, retornando, portanto, para a cidade de Cotia.

Nos documentos da Paróquia consta parte retirada do livro de Tombo de Cotia de 1713 em que o padre Matheus de Laya Leão, primeiro pároco da cidade, diz que o local em que está situada a igreja é um lugar de “parte deserta”.

A devoção à padroeira está presente também no brasão do município em que há o desenho de uma coroa de ouro com pedrarias em alusão a Nossa Senhora de Monte Serrate.