Dos 645 municípios paulistas, apenas 15 foram classificados para a fase amarela do Plano São Paulo. Da região, Cotia, Embu das Artes e Vargem Paulista estão entre eles. Isso significa que está permitida a reabertura restrita de bares, restaurantes e similares, além de salões de beleza e barbearias. Apesar da recomendação do Estado para que as prefeituras só liberassem a partir do dia 6 de julho, as três autorizaram o início das atividades a partir desta segunda (29/06).

A Prefeitura de Cotia publicou, no domingo (28/06), o Decreto 8724 que insere estes segmentos (bares, restaurantes, lanchonetes e similares, qualquer que seja a localização; e salões de beleza, barbearias, clínicas de estética e similares) no Plano Retoma Cotia. Eles deverão funcionar com capacidade limitada a 40% da lotação e horário de funcionamento reduzido a 6 (seis) horas seguidas ou, no caso do setor alimentício, intercaladas, entre almoço, das 12h00 às 15h00, e jantar, das 19h00 às 22h00. Para os estabelecimentos localizados em shopping centers, galerias e congêneres, o horário de funcionamento deverá coincidir com o destes.

Ambos os setores devem adotar protocolos padrões, como manter distanciamento dos clientes, preferência para pagamento com cartões de débito ou crédito ou por aproximação, controle de acesso, limpeza e desinfecção com frequência

, não se aplicando a parte final do inciso II do §1º deste artigo.

Os setores previamente autorizados a funcionar nos termos do Decreto anterior – o 8.721 que autorizou o funcionamento de shopping centers, galerias e estabelecimentos congêneres, comércio de rua em geral, concessionárias e revendedoras de veículos, escritórios de prestação de serviços e imobiliárias – ficam com sua capacidade de funcionamento ampliada para 40% e horário de 6 horas ininterruptas.

Já a vizinhas Embu das Artes e Vargem Grande Paulista também autorizaram o funcionamento dos mesmos setores, a partir desta segunda. O atendimento em Embu está limitado a 40%, durante 6 horas seguidas. O consumo local, que inclui bares, restaurantes, praça de alimentação e similares, poderá ser somente ao ar livre. “Para que a atividade econômica do município não tenha que retroceder a fases anteriores de flexibilização (laranja ou vermelha), o momento é de agir com cautela e obedecer as regras estabelecidas pelo Decreto 1987/2020 que regulamenta, nos termos do Decreto Estadual nº 64.994 de 28 de maio de 2020, as normas para o funcionamento parcial de estabelecimentos de comércios e de serviços no município”, ressalta prefeitura da estância turística.

Em Vargem Grande Paulista, as determinações são as seguintes: salão de beleza e barbearia com atendimento agendado, das 10h às 16h. Só será permitido um cliente por ambiente e nenhum em sala de espera. Já restaurantes, bares e similares poderão funcionar das 10h às 16h e das 19h às 22h, com sistema a la carte ou self-service desde que haja um funcionário específico para servir aos clientes, além de distanciamento de 1,5m entre as mesas. Todos os estabelecimentos deverão cumprir protocolo sanitário: distanciamento entre as pessoas, uso obrigatório de máscaras de proteção facial, utilização e disponibilização de álcool em gel 70% e capacidade de 20% da lotação máxima. As regras estão no decreto nº 127/20.

Números

Cotia, Embu e Vargem Grande Paulista estão na sub-região sudoeste, ao lado de Embu-Guaçu, Itapecerica da Serra, Juquitiba, São Lourenço da Serra e Taboão da Serra. Esta área está com 57% dos leitos ocupados. Já com relação à evolução da epidemia, o índice da variação de novos casos está em 1,22, internações em 0,99 e óbitos em 0,85.

Cotia contabilizou, no domingo (29/06), 5.670 notificações de casos suspeitos de infecção pelo novo Coronavírus (sendo 727 de moradores de outros municípios), 1.487 casos confirmados, 3.331 descartados, 125 seguem em investigação, 1.113 pacientes recuperados, 65 pacientes internados (suspeitos e confirmados), 225 altas hospitalares (suspeitos e confirmados), 21 óbitos suspeitos em investigação, 98 óbitos confirmados por Covid-19.

Já Vargem Grande Paulista contabiliza 271 casos confirmados, 142 casos recuperados e 11 óbitos confirmados por Covid-19. E Embu das Artes, são 1169 casos confirmados, 1671 suspeitos, 85 óbitos confirmados e 09 em investigação.

Por Juliana Martins Machado