Educação de Cotia vence em três categorias do ‘12º Prêmio Ação Destaque’

Premiação visa reconhecer e promover iniciativas que expressem a transformação social e educativa nas escolas e na sociedade

Na última sexta-feira (25/11), foram revelados os vencedores do Prêmio Ação Destaque 2022, realizado pela Editora Opet e o Selo Sefe (Sistema Educacional Família e Escola) com o objetivo de incentivar, valorizar, divulgar e promover projetos educacionais inovadores que expressem transformação social e educativa. Cotia concorreu em três das oito categorias da premiação e levou a melhor em todas: ‘Gestores’, ‘Ensino Fundamental anos iniciais 1º ao 3º ano’ e ‘Especialistas – arte, educação física e Língua Inglesa’.

Os vencedores foram conhecidos em um evento que aconteceu em Curitiba (PR), com a presença dos finalistas. Na categoria ‘Gestores’, Cotia venceu com o projeto ‘Construção de um Sistema de Avaliação para a Aprendizagem’, dos diretores pedagógicos Adalberto Bastos Neto e Fabiana Custódio da Silva; na categoria ‘Especialistas – arte, educação física e Língua Inglesa’, o projeto ‘Capoeira & Cidadania: vem entrar nesta roda?’, da professora Samira Mohamad, foi o vencedor, e o projeto ‘Empoderamento Mirim’, da professora Ana Cristina Batista da Silva, foi o vencedor na categoria ‘Ensino Fundamental anos iniciais – 1º ao 3º anos’.

“Parabéns a todos. A educação é feita por pessoas e são pessoas engajadas como estes colaboradores que ajudam na construção de uma sociedade melhor, com jovens mais bem preparados para encarar e vencer os desafios e se tornarem pessoas de sucesso no que escolherem fazer”, disse o prefeito Rogério Franco.

O secretário de Educação, Luciano Corrêa, acompanhou os vencedores no evento de revelação. “Muito orgulho destes parceiros da educação e muito orgulho de ser gestor de uma pasta que tem todo o apoio e incentivo da administração municipal. O prefeito Rogério Franco é um entusiasta da educação e nos dá liberdade para trabalharmos na melhoria da qualidade do ensino municipal”, comentou Luciano.

Sobre os projetos

‘Construção de um Sistema de Avaliação para a Aprendizagem’: dos diretores pedagógicos Adalberto Bastos e Fabiana Custódio, criou e implantou um sistema de avaliação que gera informação diagnóstica a partir de critérios pré-estabelecidos, como o mapeamento do desenvolvimento dos alunos, proposta de encaminhamento para uso de material didático Opet, envolvimento da família e maneiras de subsidiar ações envolvendo alunos, a escola e o município. A partir dos conteúdos e resultados, o projeto permite a construção de uma cultura de avaliação para a aprendizagem.

‘Capoeira & Cidadania: vem entrar nesta roda?’: da professora Samira Mohamad, foi desenvolvido com alunos de 1º ao 5º ano, a iniciativa envolveu a prática de movimentos da Capoeira e ampliou os conhecimentos dos alunos com objetivo de valorizar a cultura e combater preconceitos por meio de informação.

‘Empoderamento Mirim’: da professora Ana Cristina Batista da Silva, foi aplicado com o objetivo de promover uma educação antirracista efetivando os marcos legais da Lei 10.639. A partir do livro ‘Caminhos e Vivências’, da editora Opet, a professora buscou empoderar as crianças de modo que pudessem valorizar as suas características e construírem uma imagem positiva de si mesmas.

Artigo anteriorQuatro consórcios entregam propostas para o anteprojeto da Linha 22-Marrom
Próximo artigoInspirada em discursos antirracistas, canção de Negra Li vira toque de celular