A cantora Mc Soffia lançou o single “Empoderada”, acompanhado de um videoclipe no YouTube. A nova música traz a vivência da rapper, potencializando em especial meninas negras retintas de cabelos crespos, muitas vezes excluídas do convívio social por terem a pele escura.

O clipe traz o movimento afrofuturista como inspiração. “A produção visual, meu look, bailarinos, coreografia e local foi tudo com uma base afrofuturista para que o conteúdo da letra fosse potencializado. Buscamos reforçar o que nós meninas temos e precisamos praticar em nossas vidas diariamente, nesse mundo tão violento para nós, e também foi o jeito que encontrei de mostrar minha felicidade com o tributo que irei receber”, complementa a artista.

A jovem rapper apresenta no próximo dia 31 de outubro (sábado), o show de lançamento do single “Empoderada”. Um show exclusivo, com interação e participação do público, transmitido diretamente dos estúdios da ShowlivrePlay, que foram adaptados e higienizados para receber os artistas com toda a segurança. A transmissão acontece  online a partir das 20h e os ingressos podem ser adquiridos, clicando aqui.

Uma história de sucesso
MC Soffia começou a sua carreira aos 6 anos de idade, logo após participar do projeto “O Futuro do Hip Hop”. Para ela, nascida e criada na periferia de São Paulo, o rap significa “música de força e resistência”. A rapper mirim já se apresentou em eventos como, por exemplo, a Virada Cultural de São Paulo e o Festival Afrolatinidades em Brasília. Fez vocal na abertura das Olímpiadas do Rio em 2016 e agora está na fase teen da carreira. Hoje, com 16 anos, gosta de produzir sons contestadores sobre paradigmas sociais.

Em outubro de 2015, quando a pequena tinha 11 anos e frequentava o Projeto âncora, nós a entrevistamos. “Aceite sua cor e seu cabelo. E se você está sofrendo algum tipo de racismo, não se intimide. Conte para a mãe ou para a professora. Aliás, deixo um recado para as professoras, sejam de escolas particulares ou públicas: gostaria que elas abordassem mais, em sala de aula, temas como cultura africana e racismo”, declarou na entrevista. Naquela época, Soffia já era chamada de Princesinha do Rap.

Reconhecimento internacional
No dia 11 de outubro, no Dia Internacional da Menina, ela participou do tributo “She’s My Hero”, projeto idealizado pela World Woman Foundation, criado para mostrar grandes exemplos de mulheres e meninas, de todo o mundo, que servem de inspiração para outras mulheres e meninas. Partindo do princípio que “só precisamos ver uma única pessoa fazendo algo, para acreditar que também podemos fazer”, a organização selecionou 60 exemplos de mulheres fortes e inspiradoras para contarem suas histórias e lutas pelo empoderamento feminino. A MC Soffia foi a única brasileira convidada a fazer parte do projeto. “Estou muito feliz e emocionada por ser a única jovem a levar o nome do Brasil para tão importante homenagem nos EUA. É mais um estímulo para que eu continue escrevendo músicas que façam diferença na vida de outras meninas”, relatou em entrevista ao Portal Alma Preta.

Por Juliana Martins Machado