PM de SP auxiliará nas buscas em Brumadinho (MG)

Foram enviados 54 policiais militares, sendo 44 bombeiros e 10 do Comando de Aviação da PM, além de dois helicópteros, cães farejadores e drones

A Polícia Militar do Estado do São Paulo enviou 54 profissionais para auxiliar as equipes do Governo de Minas Gerais nas buscas por vítimas em Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte. O grupo partiu da Escola Superior de Sargentos, na capital paulista, nesta terça-feira (29).
Do total de 54 homens, 44 são do Corpo de Bombeiros e 10 são tripulantes do Comando de Aviação da PM que operarão dois helicópteros águia. Além dos profissionais, a tropa paulista segue com dois cães farejadores, 12 viaturas, drones, um caminhão com material operacional e todo equipamento necessário para os trabalhos na região.
O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marcelo Vieira Salles, reforçou que a corporação mais uma vez perfila-se ao lado dos milhões de brasileiros em uma missão de solidariedade. “Vamos atuar de forma determinante, apoiando e levando um pouco de conforto às enlutadas famílias preocupadas com seus entes queridos”, afirmou o oficial.
O comandante interino do Corpo de Bombeiros de São Paulo, coronel Max Mena, explicou que o reforço está indo munido de tudo o que é fundamental para manter os policiais por tempo indeterminado, até que a missão seja efetivamente concluída. Estamos levando alimentos, bebidas, barracas e todo material essencial para que o Governo mineiro não precise se preocupar”, detalhou.
Ainda de acordo com o coronel, a contribuição da polícia paulista vai além do material, haverá também cooperação técnica. “Muitas dos policiais que foram designados possuem experiência em desastres como este, alguns já auxiliaram em casos de grande incidência de chuvas e deslizamento de barragem, ocorridos em outros Estados.
Os helicópteros Águias da PM já chegaram em Minas Gerais. O restante da equipe deve chegar ao destino durante a madrugada e no primeiro horário já iniciam a montagem do posto de comando, da infraestrutura e logo começam a atuar de fato naquela região. “Neste momento, o revezamento policial é fundamental e nós estamos preparados para encaminhar mais profissionais, caso seja avaliada necessidade”, destacou o coronel Max Mena.

Artigo anteriorCotia recebe programa de cinema gratuito ao ar livre
Próximo artigoPrefeitura de Carapicuíba congela valor do IPTU há dois anos