A Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS) de Cotia lançou a publicação de histórias em quadrinhos (HQ) ‘Turma de Cotia’. Na primeira edição, a história foi “Esse tal de PET é legal?” e a estreia aconteceu exatamente em uma ação educativa e de conscientização realizada pelo Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), na feira noturna de Cotia, em frente à Prefeitura, nessa quarta-feira (18/01). A publicação também será entregue a alunos da rede municipal.

“A revistinha tem objetivo de levar para as crianças, adolescentes e para toda a família informações importantes, de forma leve e divertida, sem deixar de lado a seriedade do tema. Conversando com o prefeito Rogério Franco, definimos que é importante levar informação para as crianças num formato lúdico”, disse Mara Franco, secretária de Desenvolvimento Social. Durante a ação da SDS na feira noturna foram distribuídas centenas de exemplares da HQ para os frequentadores do local.

“A primeira edição aborda o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, o PETI, e busca conscientizar sobre os direitos da criança e do adolescente. A exploração do trabalho infantil não tem tipificação de crime na legislação brasileira, mas o direito à educação, ao brincar e desenvolver estão garantidos no ECA [Estatuto da Criança e do Adolescente] e pela Constituição, que limita a idade para o trabalho”, completou.

Em “Esse PETI é Legal?”, a Turma de Cotia precisa entender o que é PETI e ajudar o pai do Matheus a romper com uma situação que está prejudicando a disposição do menino e o seu desempenho na escola.

Turma de Cotia

A ‘Turma de Cotia’ é formada por Manu (uma garota gentil, educada e estudiosa); Ribaldo (trabalhador rural e o vilão da turma); Pedrinho (um garoto afrodescendente, gentil e estudioso); Kayque (um menino indígena que gosta de aventuras e respeita o meio ambiente); Matheus  (um garoto tímido, oriental, discreto e que sempre tem ótimas ideias); Pai do Matheus (produtor rural, um pai amoroso); o Léo (um menino autista, inteligente e muito querido); Maria Flor (uma menina cadeirante, extrovertida e adora velocidade); Pingo (o cachorro da Turma); ‘Seu Juca’  (idoso, aposentado muito ativo e o grande aconselhador e contador de história da Turma), e a Profª Cris (atenciosa e amada por todos. É meiga e detém respeito e confiança dos alunos).

Nem todos os personagens da Turma de Cotia aparecem na primeira edição, mas, segundo a secretária Mara Franco, em breve, serão apresentados ao público. “A ideia é sempre abordarmos temas relevantes, educativos e de conscientização. Dependendo do tema, os outros personagens estarão na história”, explicou.

Artigo anteriorPoke Mirokumai
Próximo artigoDia da Visibilidade Trans será lembrado com programação especial em Cotia