Desde que o uso de máscara passou a ser facultativo no transporte público, a Secretaria de Saúde de Cotia tem registrado uma grande quantidade de usuários da rede municipal de saúde tentando acessar as Unidades Básicas de Saúde, a Policlínica e os Pronto Atendimentos sem o equipamento de proteção individual. Ocorre que o uso nestes locais segue obrigatório e a unidade não fornece máscaras para os usuários.

“As máscaras de proteção se mostraram eficientes para evitar a disseminação de vírus, como o da covid-19, gripe e outros transmitidos por vias aéreas. Portanto, em unidades de saúde, a máscara é obrigatória e é importante que a população tenha consciência disso e do seu uso correto: cobrindo do nariz até o queixo”, disse Magno Sauter, secretário de Saúde de Cotia.

A Secretaria de Saúde salientou ainda que as pessoas são responsáveis por levarem as próprias máscaras para entrarem nas unidades de saúde. “Até pouco tempo, a população estava educada a portar as suas máscaras. Com a maioria dos locais facultando o uso, este hábito tem sido deixado de lado. Mas precisam se lembrar de que para entrar em unidade de saúde terão que estar com as suas máscaras”, completou Sauter.

Artigo anteriorCotia vai selecionar idosos para o projeto ‘Talentos Partilhados’
Próximo artigoCampanha de vacinação contra a pólio e Multivacinação são prorrogadas até o dia 30