Vargem Grande Paulista anuncia que aulas presenciais na rede municipal não retornarão neste ano

A medida vale para alunos de educação infantil e ensino fundamental (creche ao 5° ano)

As aulas presenciais na rede municipal de Vargem Grande Paulista não retornarão mais neste ano. O anúncio foi feito pelo prefeito Josué Ramos, juntamente com a gestora técnica da Educação Rosa Lirane e a diretora de Educação Mirian Novaes, em transmissão on-line feita ontem (30/7), em sua rede social.

A medida vale para as 25 escolas municipais de educação infantil e ensino fundamental (creche ao quinto ano), que atendem hoje mais de 5 mil alunos. O não retorno presencial das aulas também vale para as escolas privadas que possuem apenas de educação infantil e deverão seguir a legislação municipal.

Segundo o prefeito, técnicos das Secretarias Municipais de Educação e de Saúde avaliaram que no momento não existem condições sanitárias e epidemiológicas para garantir a saúde das crianças. “A saúde dos alunos, professores e funcionários é nossa prioridade. E após analisarmos o atual cenário da pandemia com nossos técnicos, achamos mais prudente não retornar com as aulas presenciais neste ano. Esta decisão teve o apoio do Legislativo e visa preservar a saúde das crianças, assim como controlar os índices de evolução da covid-19. De acordo com as autoridades sanitárias, as crianças geralmente são assintomáticas e podem transmitir o vírus aos familiares”, destacou o prefeito.

As aulas on-line continuarão por meio de plataforma disponibilizada no site da Prefeitura. Assim como a distribuição de apostilas e outros materiais de apoio impressos, que serão incrementados e entregues mensalmente na casa dos alunos, dando acesso àqueles que não têm computador ou internet.

O kit alimentação também será mantido até o final deste ano para todos os alunos matriculados na rede municipal de ensino, com itens selecionados por nutricionistas a fim de suprir a merenda escolar.

“Estamos pensando em nossas crianças, pois temos ciência da vulnerabilidade e da dificuldade dos alunos de manter todos os protocolos de distanciamento e utilização de medidas para acompanhar todos eles. Também vamos programar reforço paralelo, apostila aos alunos e demais ações para suprir a defasagem das aulas. As dificuldades que os alunos têm hoje, serão resolvidas no retorno letivo, temos que priorizar a saúde e a integridade de todos”, explicou Rosa.

A Secretaria Municipal de Educação está elaborando um novo plano de ação e deverá emitir ainda na primeira quinzena de agosto, uma nota técnica com todas as regras e protocolos que serão adotados.