Por conta da pandemia, o número de motos roubadas e furtadas no estado de São Paulo teve queda significativa. É o que aponta o Boletim Econômico Tracker-Fecap, um levantamento realizado pela Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (Fecap), em parceria com a empresa Tracker, a partir de análise dos boletins de ocorrência registrados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado.

Entre os meses de março e agosto de 2020, foram registradas em média 970 ocorrências de roubo por mês, uma redução de 14,16% em comparação ao mesmo período de 2019, que teve média mensal de 1.130 roubos.

A cidade de São Paulo lidera os rankings de roubos e furtos, com 52,49% e 40,43%, respectivamente, das ocorrências registradas. Os logradouros com maior incidência de roubos são avenida Aricanduva, avenida Jacu Pêssego e rodovia Raposo Tavares. Só na região metropolitana da rodovia, foram 68 ocorrências, colocando-a em sétimo lugar da lista.

Por Juliana Martins Machado

Artigo anteriorChegada do verão alerta tutores para doenças parasitárias, leishmaniose, viroses e otite
Próximo artigoO que vai estar na moda em 2021