A Galeria de Arte e Fotografia Solange Viana está apresentando Encontro, exposição individual de Ken Kaneko. O artista – que vive há 60 anos no Brasil e escolheu a Granja Viana como seu refúgio – apresenta obras inéditas, realizadas em 2020 até os dias atuais, mostrando sua percepção durante o confinamento.

A exposição traz cerca de 15 pinturas, a maioria abstrata, mostrando um período que exigiu de todos nós, não somente do artista, muita paciência e ressignificação. E é sobre isso que o visitante irá encontrar: o mundo lúdico de Ken Kaneko.

Sua pintura, pode ser de muita cor, que para ele representa sua dor, ou somente preto e branco, ou azul, que é quando o artista está mais alegre. “Quando estou triste eu procuro a cor, me preencho com ela. É como se minha alma precisasse de cores fortes para eu estar forte. Já quando estou bem, não necessito gritar através das cores, então uso o primordial, o preto e branco, e já estou realizado”, diz o artista.

Além da exposição, Kaneko está realizando um documentário para este ano, contando sua trajetória, seus pensamentos, suas artes, seus encontros. Ele completa 86 anos, não por acaso, exatamente no dia da abertura (30/03).

Ken Kaneko, além de pintor, é ator de teatro, cinema e novela, poeta, escritor e não para nunca. Está sempre construindo um novo caminho, um novo olhar. “Parar para quê? Eu só paro quando estiver morto. Vocês vão ter que me ver muito ainda”, conclui o artista sorrindo.

Você tem até 30 de abril para ver a sua arte na Galeria de Arte e Fotografia Solange Viana. Com máscara, álcool gel e hora marcada. Esta exposição tem o apoio da Lei Aldir Blanc, via Prefeitura de Cotia, através da Secretaria de Cultura, Esportes e Lazer.

Serviço
ENCONTRO
Exposição individual de Ken Kaneko
visitação: de 30 de março a 30 de abril de 2021, somente com hora marcada e uso de máscara
Galeria de Arte e Fotografia Solange Viana – Rua São João, 246 – Granja Viana

Agende sua visita: 11 4777.0234 | galeriadeartesolangeviana@gmail.com

Relembrando
Artista plástico, ator e escritor. O japonês naturalizado brasileiro, fugitivo da guerra, Kenichi Ken Kaneko é um multiartista granjeiro. Morador daqui há mais de 35 anos, é um personagem típico da região. Se você não o encontrou na feira de domingo, com certeza já viu ao menos um comercial de TV com ele. Participou de diversas novelas e minisséries, além de atuar em teatro e cinema. Um de seus papéis principais foi na novela Os Imigrantes, da TV Bandeirantes, e também um papel marcante no filme de Tizuka Yamasaki, Gaijin – Os Caminhos da Liberdade (1980). Já trabalhou diversas vezes nas “pegadinhas de domingo” do SBT, no programa de Silvio Santos. Ele é uma comédia. Adora contar histórias, como vê a sua obra e como gostaria que fosse o mercado de arte. É um artista nato. Pinta desde os 10 anos e sua primeira exposição ocorreu quando tinha apenas 14. Nascido em Yokohama, província de Kanagawa, no Japão, é formado pela Escola de Belas Artes “Chuô Bijutu Gakuem” de Tóquio. Chegou ao Brasil em 1960 e logo participou da Bienal Internacional de São Paulo. Pintor compulsivo, ele desenha todos os dias, tem obras em diversos acervos e não para nunca. Está sempre ativo. Consertando seus quadros antigos, pintando, desenhando, ou mesmo indo para São Paulo, dirigindo (sim, ele ainda dirige!), para participar de algum teste para comercial ou filme. Amigo pessoal de Tomie Ohtake e de Shoko Suzuki – esta, uma das ceramistas mais importantes do Brasil, e também moradora da Granja Viana, com quem convive quase que diariamente, é sua comadre. Já com Tomie, Kaneko foi um dos fundadores do grupo Seibe, que agitou a cultura paulista nos anos 1970, com Manabu Nabe. Ele acabou de completar 84 anos agora, no fim de março. E logo em seguida, inaugura uma exposição individual, com sua trajetória artística, no Centro Cultural dos Correios, em São Paulo. Kaneko é artista pleno. Fala com o corpo e com alma. Carismático, recebeu a revista Circuito, em uma tarde quentíssima de verão, em sua casa-ateliê, localizada no miolo da Granja. Lugar que ele mesmo construiu, com sua segunda esposa, a já falecida artista Mariko Kaneko. Em abril de 2019, fizemos uma entrevista de capa com o artista em que ele conversou com nossa equipe por quase três horas, com muito chá e risadas.

Artigo anteriorBarbosa Supermercados lança campanha Tudo Novo, Tudo em Casa
Próximo artigoAlexandre Frota se transforma em ‘exterminador de festas’