A CCR ViaOeste ultrapassou R$ 1 bilhão destinado para as 16 cidades da Região Oeste por meio do pagamento do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), que incide sobre as receitas da concessionária, principalmente o pedágio. Este valor é o total de recursos desde 2000, quando foram iniciados os repasses do ISSQN às Prefeituras. Somente no primeiro semestre deste ano, mais de R$ 22 milhões foram recolhidos para as cidades abrangidas pelo Sistema Castello-Raposo.

Na região, Barueri foi a que mais recebeu, com R$ 159.7 milhões. Cotia recebeu R$ 5,6 milhões e Vargem Grande Paulista, R$ 5,5 milhões.

MunicípiosTotal
AlumínioR$ 9.6 milhões
AraçariguamaR$ 147.3 milhões
AraçoiabaR$ 7 milhões
BarueriR$ 159.7 milhões
CotiaR$ 5.6 milhões
ItapeviR$ 89.4 milhões
ItuR$ 149.2 milhões
JandiraR$ 8.9 milhões
MairinqueR$ 73.4 milhões
OsascoR$ 116.6 milhões
SantanaR$ 58.4 milhões
São RoqueR$ 80.6 milhões
SorocabaR$ 106 milhões
Vargem GrandeR$ 5.5 milhões
VotorantimR$ 889 mil
São PauloR$ 4.8 milhões

 

O recurso gerado pela receita da concessionária é revertido diretamente para os municípios empregarem em melhorias para a população, como saúde, segurança e educação. O repasse do imposto é realizado de forma proporcional à extensão das rodovias que atravessam cada município.

No trecho do Rodoanel Oeste, sete municípios já receberam desde 2008 da concessionária o total de R$ 157 milhões. No primeiro semestre de 2020, os recursos destinados às cidades foram de R$ 6 milhões.

Por Juliana Martins Machado